segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Recrutadores estão de olho nas redes sociais


Pesquisa aponta no que os recrutadores prestam mais atenção quando analisam as redes sociais para encontrar informações e verificar a postura profissional dos candidatos
Não é mais novidade: os recrutadores estão verificando os perfis dos candidatos nas redes sociais antes de decidir a contratação. Pesquisas mostram que essa pode ser uma das melhores fontes de informação sobre as pessoas, além de conectar empresas e profissionais, vagas e interessados. Mas, afinal, em que redes os recrutadores mais procuram? E o que eles analisam?


Um estudo realizado pelo site americano Jobvite (recruiting.jobvite.com) com mais de 1,6 mil profissionais de recursos humanos traz o perfil das buscas em 2013. Segundo os dados, 94% dos recrutadores usam ou planejam usar as redes sociais em suas análises e 78% já contrataram alguém por este meio, sendo que 92% usaram o LinkedIn, 24% o Facebook e 14% o Twitter, que ainda são as preferidas das empresas. No entanto, o Instagram já começa a aparecer entre as fontes. Eles procuram por sinais de experiências profissionais, habilidades e questões culturais que se encaixem no processo.

Post com erro de escrita é bomba

Entre os entrevistados, 42% disseram ter reconsiderado um candidato baseado no conteúdo visto em seu perfil nas redes, positiva ou negativamente. Um ponto importante: erros de gramática, ortografia e pontuação despertam reações negativas nos empregadores em 65% dos casos.

Os pontos positivos apontados com o uso das novas ferramentas incluem melhora no tempo de contratação (33%), qualidade (49%) e quantidade (43%) de candidatos.

O estudo afirma que o recrutamento via redes "está sendo adotado nas empresas de todo o mundo e qualquer um que não leve em consideração as referências sociais está abaixo da curva".

Confira o gráfico com os principais números:

 
DIÁRIO GAÚCHO

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog