terça-feira, 28 de maio de 2013

A HERANÇA DA VEJA: O PENSAMENTO BINÁRIO NA POLÍTICA E A IMBECILIZAÇÃO DA CLASSE MÉDIA NAS ÚLTIMAS DUAS DÉCADAS

                                               Em 1989, o PIG conseguiu eleger Collor e também tirá-lo em seguida


Nas últimas duas décadas, a revista Veja manteve um ataque constante à inteligência da classe média brasileira. Nos primeiros anos de democracia, esse ataque não foi tão intenso, visto que o governo de FHC representava a presença de um aliado civil na presidência da República e havia também, ainda hoje, o controle do governo paulista com o PSDB, que mantém a compra desse panfleto para as escolas públicas.

No entanto, em 2002, com a vitória de Lula, a situação começou a mudar e a ameaça ao poderio de mídia das famílias oligárquicas tornou-se não tão seguro. Essa insegurança é própria do capitalismo e das democracias representativas, quando funcionam razoavelmente. Os avanços políticos de partidos mais progressistas foi jogando a revista Veja e os outros grupos de mídia a situações extremadas de deslealdade jornalística, a ponto de se fazer parceria com criminosos para se obter informações, chantagear e achincalhar a vida de políticos.

O mote ideológico, que se tornou redundante na revista Veja, comandada por Roberto Civita, morto no último domingo, é o do pensamento binário que sustentou o golpe militar de 64 e também todos os golpes nos últimos 50 anos na América Latina, como bem mostra o jornalista australiano John Pilger, em Guerra contra a Democracia. Dos anos 90 para cá, a revista Veja se tornou a porta bandeira da imbecilização da classe média, aterrorizando os leitores com o fantasma do comunismo, do petismo, etc.

Assim, toda a crítica à selvageria do capitalismo, toda violência perpetrada por leis e manobras jurídicas, toda a violência polícial ou midiática passou a ser interpretada como uma crítica comunista, petista, petralha etc. Qualquer pessoa que questione a desigualdade, a desonestidade e as práticas violentas do cruel sistema tornou-se necessariamente um norte-coreano infiltrado na sociedade brasileira.

Para a revista Veja e seus controladores e realizadores, que são os grandes conglomerados capitalistas, a democracia é sempre um risco. Assim, o medo de quem tem bilhões de dólares em paraísos fiscais ou milhões de hectares, imóveis e empresas deve ser transferido para a classe média, que tem alguns imóveis, uma fazenda, uma indústria média etc. E isso é um trabalho constante tanto aqui como na Venezuela.

Nesses últimos 20 anos, a revista Veja fez esse serviço sujo. Transferir o medo dos privilegiados e bilionários para a classe média, alimentando a repetição da trágica história golpista de 64 e do período pós-segunda guerra. E teve certo sucesso. Tem-se hoje uma parte da classe média imbecilizada e amedrontada com os avanços da democracia brasileira.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Alô Polícia Federal, segue mapeamento da ação na Internet contra o Bolsa Família


Atividade suspeita na rede

Desde a quarta-feira (15) circulava no Twitter uma mensagem curta e enigmática: ‘Bolsa família começa sexta’. A mensagem, que dizia apenas isso, foi postada por um perfil que vamos denominar aqui de líder e foi retuitado por 14 outros perfis que pareciam pertencer a uma rede de perfis falsos destinados a retuitar todas as mensagens do perfil líder, cujos indícios apontam ser  da Paraíba. Curiosamente, a Paraiba é o mesmo Estado que, dias depois, voltaria a aparecer em nossa pesquisa como o primeiro a espalhar os boatos do fim do Programa Bolsa Família.
Os perfis dessa rede não estão sendo revelados porque a suspeita não comprova o crime e também por zelo à investigação que a Polícia Federal deve estar realizando, mas caso haja interesse de agentes públicos sobre o que foi apurado, a Interagentes se compromete e entregar os resultados deste trabalho.
A mensagem original do perfil líder foi postada na quarta-feira (15)às 18:39:40, portanto três dias antes do início da grande movimentação nas agências da Caixa Econômica Federal. Ainda mais intrigante é que depois dos boatos o perfil líder foi deletado do Twitter e reapareceu no último dia 25 com o número 1 acrescentado ao seu nome e iniciou a rearticulação da sua rede fake. Só para recordar, na quarta-feira, o perfil líder anunciou: “bolsa família começa na sexta”. E a boataria começou na sexta, mas não pela internet.

Alguns dados gerais

As buscas retornaram um total de 81.452 ítens, sendo 58.118 resultados do Twitter e 23.334 resultados do Facebook. Os dados da pesquisa corroboram as informacões de saques feitos nas agências divulgadas pela Caixa Econômica Federal. Segundo a CEF, o aumento no ritmo de saques só começou por volta das 13h do sábado (18/5). Os resultados da análise da disseminacão do boato nas redes confirmam os dados da Caixa.
Até as 13h do sábado (18/5), a média era de 74,9 mensagens por hora. Entre às 13h e a meia-noite esta média sobe para 196 mensagens por hora. O pico é por volta das 22h, com 744 mensagens/hora.
O boato aparece no monitoramento por volta das 8h do sábado (18) em uma postagem feita a partir do município de Cajazeiras, na Paraíba. Ainda que as primeiras mencões apareçam no início da manhã, a sua presença na rede passa a ser mais significativa a partir das 13h, com disseminacão especialmente a partir do município do Rio de Janeiro.

Citações ao Bolsa Família – Facebook – (por hora)
Citações ao Bolsa Família – Facebook
Citações ao Bolsa Família – Twitter – (por hora)
Citações ao Bolsa Família – Twitter
Ainda que nos dias precedentes mensagens suspeitas tenham aparecido e que ecos do boato tenham se feito sentir nas redes, a análise geral dos dados sugere que as redes não foram o lugar privilegiado da disseminação. A maior movimentacão se deu por conta dos comentários sobre a grande concentração de pessoas nas agências da Caixa Econômica Federal e nas casas Lotéricas. O que mais se espalhou nas redes não foi o boato, mas a repercussão dos seus efeitos nas ruas.
Ao longo dos dias seguintes a repercussão do caso levou a picos cada vez maiores. No domingo (20) na faixa das 20h às 21h registrou-se o ponto máximo na frequência de mensagens/hora: 3.707 postagens. Neste horário grandes veículos de comunicação tratavam do tema.
A repercussão do boato do fim do Bolsa Família
Após os relatos de tumultos nas agências da CEF houve uma rápida difusão de “memes” sobre o caso. Na segunda-feira (20) a página do Anonymous Brasil no Facebook postou um meme que conta com mais de 71.000 compartilhamentos. Um dia depois a página ‘Movimento Contra a Corrupção’ posta o mesmo meme e alcança outros 35.334 compartilhamentos. Ainda na terça-feira (21) a página ‘Controlados, não’ também posta o mesmomeme e alcança ainda outros 17.198 compartilhamentos.
originalmente postada pela página Anonymous Brasil, esta imagem ultrapassou os 123.500 compartilhamentos
Outro meme de destaque no período foi postado pela página ‘Rede Esgoto de Televisão’ e, até o fechamento desta pesquisa contava com 47.649 compartilhamentos.
apenas a partir da página ‘Rede Esgoto de Televisão’ esta imagem ultrapassou os 47.600 compartilhamentos
Ainda em destaque, a charge postada pela página ‘A Verdade Nua & Crua’ contava com 45.775 compartilhamentos.
apenas a partir da página ‘A Verdade Nua & Crua’ esta charge ultrapassou os 45.750 compartilhamentos

Links para matérias externas
Várias matérias sobre a repercussão dos boatos foram compartilhadas nas redes sociais. Entre elas destacam-se matérias do Estadão e do portal G1.
A matéria do Estadão ‘Postos da Caixa são destruídos no Maranhão‘ alcanćou, entre Twitter e Facebook, mais de 1.200 compartilhamentos.
Do G1, a matéria ‘Governo federal desmente boato sobre suspensão do Bolsa Família‘ alcanćou mais por volta de 5.500 compartilhamentos.
Também do G1, a matéria ‘Boato sobre Bolsa Família chegou a ao menos 12 estados, diz ministério‘ alcançou repercussão ainda maior, por volta de 5.900 compartilhamentos.
A matéria do Estadão ‘Boato sobre Bolsa Família é ‘desumano’ e ‘criminoso’, diz Dilma‘ teve por volta de 500 compartilhamentos.
No mesmo período, a nota do Ministério do Desenvolvimento Social postada na página oficial do Facebook alcançou 342 compartilhamentos.

Notícias positivas

Antes dos boatos sobre o fim do programa algumas notícias positivas a respeito do Bolsa Família vinham sendo compartilhadas nas redes. Entre estas, três merecem destaque:
A matéria do Estadão ‘Estudantes do Bolsa Família têm aprovação maior‘ que alcanćou por volta de 1.500 compartilhamentos.
A matéria do O Globo ‘Alunos do Bolsa Família têm aprovação acima da média‘ teve um alcance um pouco maior, por volta de 1.600 compartilhamentos.
Do site da Revista Fórum, a matéria ‘1,69 milhão de famílias abrem mão do Bolsa Família‘ teve próximo de 1500 compartilhamentos e 49 mil curtidas.

Um outro boato
Embora as buscas visassem encontrar referências explícitas ao boato do fim do Bolsa Família, a análise dos resultados trouxe dados sobre outro boato sobre os programas sociais do Governo Federal. No dia 10 de maio, noblogue de Joselito Müller, aparece uma postagem sobre a suposta aprovação de um auxílio (de R$ 2.000,00) para garotas de programa.
O post foi reproduzido em outros blogs (entre eles: o alertanotícias e oprimeiroencontro).
A falsa notícia atribuia à senadora Ana Rita (PT-ES) a autoria do projeto. A senadora publicou em seu site uma nota de esclarecimento desmentindo as informações. A senadora relata ter tomado as providências cabíveis junto à Procuradoria Geral do Senado, à Polícia do Senado e à Polícia Federal. Ana Rita é presidenta da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado.
Após a publicaćão da nota de esclarecimento da Senadora, Joselito Müller alterou em seu post o nome da suposta autora do projeto para Maria Rita e fez um novo post em que admite cinicamente ter sido leviano. Isso não foi suficiente para impedir a disseminação da falsa notícia. Apelidado pejorativamente de ‘bolsa prostituta’, a falsa notícia continua a se espalhar pelas redes. Apenas a postagem da página ‘ENQUANTO ISSO NO BRASIL‘ no facebook, feita dois dias depois de Joselito publicar seu desmentido, conta com 852 compartilhamentos.
Fora dos picos do boato da última semana há um grande volume de comentários nas redes sobre os programas sociais do Governo Federal. Boatos são entrelaçados às notícias e sobram comentários críticos e preconceituosos ao que se entende por ‘assistencialismo’ dos programas sociais. São merecedores de menção os comentários sobre ‘Bolsa Crack’, ‘auxílio reclusão, ‘auxílio garota de programa’, etc.
Metodologia
Buscou-se, tanto no Twitter quanto no Facebook, citações públicas ao termo ‘bolsa família’. Os dados foram coletados das 0h hora da quinta-feira (16/5) até às 23:59 da quinta-feira (23/5). O período, exatos 8 dias, inicia-se dois dias antes dos primeiros saques do Bolsa Família, cobrindo o provável período de criação e disseminação do boato sobre o fim do programa.


blicado por Renato Rovai 

domingo, 26 de maio de 2013

28 Coisas que os Homens Adorariam que as Mulheres Soubessem



1. Fale o que pensa. Não é por mal, mas não somos muito bons com indiretas;
2. Quando fizermos uma cagada, fale – uma vez;
3. Eu sinto tesão por você, não pela sua prima ou pela sua vizinha;
4. Manere nas sua sobrancelha. Uma linha fina em cima do olho não é bonito;
5. Você fica extremamente sexy com aquele seu pijama velhinho de algodão;
6. Não tenha medo de dispensar a maquiagem – natural é sempre mais sexy;
7. Vocês mentem muito mal quando dizem que está tudo bem – nós sabemos que não está, só não sabemos o que aconteceu;
8. Você pode me chamar pra transar a hora que quiser. De verdade;
9. Masturbação me dá 1/10 do prazer que sinto no sexo com você. Acredite;
10. Não tem som melhor no mundo do que ouvir você tendo um orgasmo;
11. Quando vocês ficam bravas com coisinhas pequenas e insignificantes, nós questionamos sua inteligência;
12. Se eu te dou opinião quando você está se arrumando, significa que você está muito atrasada;
13. Não me peça pra te ajudar a escolher com qual roupa vai sair. Eu provavelmente vou fazer uma escolha ruim e a gente vai se atrasar ainda mais;
14. Mas me dar duas ou três opções de roupa já são outros 500, desde que você troque de roupa na minha frente. Bem devagarzinho;
15. Adoramos quando vocês fazem rabo de cavalo;
16. Celulite ou langerie feia só nos incomodam se estiverem em um estado muito crítico;
17. Uma passada de mão inesperada é sempre bem-vinda, até em lugares públicos.Principalmente em lugares públicos;
18. Você pode escolher o filme, mas tem que ter um motivo para querer vê-lo;
19. Quando você me chama no chat do trabalho “só pra falar um oi” eu não estou realmente prestando atenção – estou checando meu email;
20. Não espere que tenhamos uma conversa por SMS, a não ser que inclua a palavra“esperando” e “pelada”;
21. Sempre que quiserem cozinhar, irão nos fazer feliz;
22. Nós temos um alarme de perigo iminente que sempre dispara quando vocês perguntam:“Você acha aquela mulher bonita?”;
23. Não confie na gente para mantê-las atualizada sobre as fofocas;
24. Não, eu não me lembro o que ele disse depois. Nem o que ela disse. Nem me lembro do homem de camisa roxa perto da porta. Somos ruins em detalhes;
25. Tenha opinião própria, não me pergunte se está gorda se já sabe a resposta;
26. Não grite, nem com suas amigas. Isso não é legal, mesmo;
27. Aprenda a jogar videogame, nossos finais de semana teriam uma emoção a mais;
28. Às vezes, nós nos perguntamos porque mulheres tão incríveis querem ficar com a gente, seres tão inferiores. Então, obrigado mais uma vez.

sábado, 18 de maio de 2013

Por que o update do Google panda deixou tanta gente de cabelo em pé?







Entenda o motivo e veja o que mudou com o último update

Na última semana, webmasters e blogueiros foram surpreendidos com mudanças drásticas de posicionamentos nas buscas do Google. Muito se falou sobre o que de fato ocorreu: alguns sugeriam que era o novo update Pinguim 2.0, outros que era algo a ver com o Google panda. Quem apostou suas fichas nessa última opção, acertou. A Google confirmou: realmente houve um update do Panda. Falaremos neste artigo sobre o que mudou e como isso afetou os webmasters. E também vamos dar algumas sugestões sobre como se recuperar caso tenha perdido posições na busca e, consequentemente, visitas valiosas.


Update do Google Panda deu as caras essa semana...

O que mudou no último Panda update?
A Google não admitiu oficialmente o update, segundo o site Seroundtable.com, mas informaram que recentemente são feitas mais de 500 modificações no algoritmo do Google e que elas poderiam refletir nas buscas e posicionamentos. Nos fóruns americanos várias pessoas apontam flutuações na busca.

O que os blogueiros tem relatado?
Infelizmente, muita gente tem relatado que vários sites com conteúdo de péssima qualidade e muitas vezes copiado, continua bem rankeado, independente das ações que o update tem como objetivo corrigir. São vários exemplos desses casos em fóruns e também tem sido notado um aumento de domínios com a palavra chave exata bem rankeados, independente de terem bom conteúdo ou não. A Google havia avisado que corrigira esses casos, mas até o momento o fato continua ocorrendo com freqüência.

Fui afetado pelo update do Google Panda – o que fazer?
Já falei  sobre algumas ações a serem tomadas caso seu site tenha sido afetado pelo novo update do Google Panda. Mas posso enumerar as 2 principais:


   
- Faça um “mea culpa” – se algum dia a preguiça bateu e naquele artigo grande você pegou um pedaço de um site, um parágrafo de outro, elimine isso do artigo. Além de ser plágio – uma péssima conduta para um blogueiro ou produtor de conteúdo – você pode até achar que está enganando o leitor, mas está enganando a si mesmo. E o pior, não dá pra enganar o algoritmo do Google Panda. Por isso, retire qualquer coisa que seja copiada de outros sites em seus artigos.

- Reescreva os artigos antigos – seus artigos antigos estão desatualizados, curtos demais ou com informações muito superficiais? Reescreva-os, melhore-os, aumente-os. Já consegui fazer artigos subirem quatro posições na busca, somente reescrevendo-os e adicionando mais informações.

Várias outras ações podem ser tomadas: melhorar a linkagem interna dos artigos, deixar as páginas mais leves, diminuir o excesso de anúncios entre outras ações que podem e devem ser testadas.

Conclusão

Não é a primeira vez e provavelmente não será a última que a Google vira alvo de reclamações após um de seus updates de algoritmos. Infelizmente, há vários casos de sites que não fizeram black hat, não apresentam conteúdo copiado e viram artigos caindo nas buscas, ao contrário de artigos sem conteúdo e até mesmo plagiados na “cara dura”. Particularmente, estou entre esses casos em outro site meu. Não é de hoje que falamos sobre como é perigoso depender unicamente do tráfego dos buscadores. Também já alertei sobre como nem sempre aGoogle age de maneira muito ética. Por isso, focar em conteúdo de qualidade e construir um público fiel é cada vez mais necessário para evitar problemas com esses updates de algoritimos.

E você caro leitor? Como foi afetado por este update do Panda?

segunda-feira, 6 de maio de 2013

A revista veja e o denuncismo sobre o Carnaval de Londrina

O Panfleto semanal da "massa cheirosa'' vem mais uma vez me atacando, em matéria do ultimo final de semana. Pois bem, a nova investida,  como a anterior não apresenta uma prova sequer e nem aponta um  inquérito ou ação judicial contra minha pessoa.  A referida matéria é fruto da campanha maliciosa que a revista Veja e setores da mídia tradicional empregam contra o PT e a esquerda brasileira há muito tempo. Vamos aos fatos:


A revista apresenta um cartaz onde constam  logomarcas de várias  empresas, entre elas a  Petrobras e Caixa Econômica Federal e também um cartaz sem as ditas marcas. O organizador do Carnaval 2013 de Londrina, Stanley Kennedy  neste áudio esclarece que os cartazes colocados como suposta prova na revista estão disponíveis no site do carnaval e mostram que o primeiro cartaz era do inicio do evento e o e o outro já incluía os novos patrocinadores (Petrobras e CEF) que além das estatais contou com várias outras empresas como é possível visualizar na própria ''prova''  da matéria/mentira da veja


Minha ligação com as pessoas envolvidas no projeto do carnaval

Conheço o Stanley , presidente da entidade que organizou o Carnaval 2013 desde o inicio de minha militância no Movimento estudantil em Londrina, eu no PT e ele sempre no Pc do B e mais recente no PDT.  Em Janeiro em uma conversa com o Stanley lhe passei  contatos de pessoas que também atuavam em entidades  similares à dele em Brasilia, um destes contatos viabilizou uma parceria entre eles e uma entidade recém formada.

A revista Veja acusa com  ''previsões futuristas''. Ela afirma que se o Patrocínio das estatais saísse seria desviado. Uma afirmação tendenciosa que segue  a cartilha da revista veja em fazer ''Reporcagens''

A principal bronca da veja contra minha pessoa foi revelada no inicio de março deste ano, quando ela maldosamente, chamou meus companheiros do PT que participam do movimento virtual,  do qual fui um dos fundadores #RedePT13 de falsos perfis e de que atuaríamos no sub mundo da rede caluniando e difamando. Uma mentira facilmente desmentida quando se vê os vídeos das pessoas que atuam de forma organizada na Internet em defesa do PT!


Quem está se fazendo de parceiro da veja com o propósito de me difamar e caluniar será devidamente cobrado na Justiça

Não é de hoje que falo as verdades sobre  a veja neste blog como  podem comprovar aqui. Faz tempo que  luto contra a mídia golpista no Brasil e não será uma revista já marcada por calunias e difamações que vai acabar com minha esperança de ver a democratização das comunicações tornando-se realidade. Muito menos abala minha trajetória politica.

Postagens populares

Pesquisar neste blog