segunda-feira, 7 de maio de 2012

PT/PR capacita militância virtual e debate formação de Núcleo MAV


PT Paraná/Fotos: Edson Rimonatto

No último sábado, 5, o PT Paraná deu início ao debate sobre a formação de um Núcleo MAV (Militância em Ambientes Virtuais) no Estado. O tema foi debatido no Seminário de Militância Virtual do PT/PR, que também promoveu a capacitação dos militantes para atuação na internet. O encontro foi realizado na sede do Diretório Estadual, em Curitiba.


Cerca de 60 pessoas participaram do seminário, entre jornalistas, profissionais de comunicação, profissionais de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação), assessores de mandatos, blogueiros, juventude petista, representantes de diretórios municipais, além de filiados e simpatizantes que já atuam como militantes virtuais ou que desejam iniciar como ativistas digitais.




Foram realizadas duas mesas de debate: 1) "Web 3.0 e Ativismo Digital” e 2) formação de um Núcleo MAV no Paraná. 


A primeira mesa contou com a participação de Deivi Kuhn (Brasília), coordenador de Projetos da Secretaria de Planejamento do Governo do Distrito Federal, e Everton Rodrigues (Porto Alegre), coordenador de Mídias Sociais do Gabinete Digital do Governo do Rio Grande do Sul.




Kuhn falou sobre as estratégias que devem ser utilizadas pelos militantes na internet. Para ele, é fundamental que a disputa em ambiente virtual seja educativa, formativa e política. “Não temos mais dúvidas sobre a importância da internet para a disputa política. A questão é como vamos nos posicionar em relação a isto. O conteúdo feito de maneira colaborativa é sempre melhor do que o conteúdo feito individualmente”, explicou.


Especialista em software livre, Kuhn afirmou que o ativista digital deve saber selecionar os assuntos da pauta política e utilizar a velocidade da rede a favor da disseminação das informações. “O efeito de rede fica mais útil a partir do momento que tem mais gente usando. Mas isto não quer dizer que o Facebook ou o Twitter sejam as melhores ferramentas. É preciso entender as melhores ferramentas para cada necessidade.”


A importância do planejamento para obter resultados com a militância virtual foi tema da palestra de Rodrigues. “As pessoas já vivem em redes. Nosso desafio é criar interfaces para que elas se encontrem virtualmente. Por isso precisamos de um bom planejamento de campanha digital”, defendeu.


Segundo ele, um dos principais aspectos do ativismo digital é exercitar a argumentação da militância. “A ideia de trabalhar a democracia em rede nos traz uma nova postura de relacionamento, a do diálogo constante. Ela nos obriga a exercitar nossa argumentação.”





A segunda parte do encontrou foi dedicada ao debate sobre a formação do Núcleo MAV no Paraná. Kátia Figueira, fundadora do MAV São Paulo, falou sobre a experiência do grupo paulista, que completou um ano de atividades no início de maio. 


Ela ressaltou a organização e a formação dos militantes virtuais para a defesa das políticas do partido na internet. “O MAV atua em todas as redes, não tem fronteiras. Tem o objetivo de divulgar as políticas do partido, sem promover o chamado ‘pancadão político’, sem fazer julgamentos, mas para defender uma estrela.”


Na opinião de Figueira, os militantes virtuais têm a mesma força que os militantes que estão nas ruas. “Nós queremos pautar a grande mídia, incomodar a oposição, pois só vamos crescer quando começarmos a marcar posição. Internamente, no MAV, ninguém está à frente de ninguém, estamos todos um ao lado do outro”, explicou.




A dirigente do MAV paulista também elogiou o PT/PR pela iniciativa. “O Paraná está dando uma prova de que pode fortalecer o partido. Em todo o Brasil o PT está discutindo esta pauta, de que maneira devemos utilizar a internet para fazer campanha, crescer, blindar o partido e construir um País melhor.”


Também contribuíram para o debate sobre a organização do Núcleo no Paraná o especialista em Mídias Sociais, André Guimarães (Londrina); os blogueiros Tarso Cabral (Curitiba) e Thea Tavares (Curitiba); o secretário de Juventude do PT/PR, Carlos Emar Mariucci Junior (Curitiba); a coordenadora do setorial de Ciência & Tecnologia e TIC do PT/PR, Karinna Bueno e o ativista virtual Helton Magalhães (Curitiba).


Em nome da Executiva Estadual do PT, o vereador Pedro Paulo, de Curitiba, destacou a importância do evento. “Espero que este seja apenas o primeiro de uma série de atividades para debater o uso da internet como ferramenta na nossa luta política e de transformação do Brasil”, afirmou.




Durante o encontro foi criado um Grupo no Facebook do MAV PT/PR. O objetivo  é manter atualizado o debate sobre a organização do Núcleo no Estado, unindo os militantes virtuais e oferecendo um espaço de disseminação de informações relevantes para o partido. Todos os petistas que estão no Facebook podem participar. 


Também foi organizado um grupo de trabalho informal que dará continuidade ao debate sobre a formação do MAV PT/PR. O grupo é aberto a novos membros e terá as primeiras atividades divulgadas nas próximas semanas. 


Grupo #MAVPTPR no Facebook #MAVPTPR


Deivi Kuhn @deivilk


Everton Rodrigues @gnueverton


Kátia Figueira @KatytaSV


André Guimarães @AndreGuimaraess   Andre Guimarães







Helton Magalhaes @HeltonMagalhaes 


Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog