quarta-feira, 23 de maio de 2012

Juventude rural é tema de debate no governo federal




Mais de 160 jovens participam de seminário para discutir políticas públicas
(Hosa Freitas, André Guimarães, Adriano Lozado – Portal do PT)


A Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), da Presidência da República, juntamente com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), está realizando, em Brasília, o 1º Seminário Nacional de Juventude Rural e Políticas públicas.
Mais de 160 jovens devem participar do evento que vai até esta quinta-feira (24). A pauta central gira em torno do conjunto de políticas públicas voltadas para jovens entre 15 e 29 anos.
Segundo o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, o governo quer ouvir as sugestões para traçar políticas públicas voltadas para a permanência destes jovens na sucessão rural.
“O objetivo do seminário é exatamente dar alternativas para que o jovem possa ficar no campo, tendo vida de qualidade. Aí entra a questão da formação da qualificação do jovem, o desenvolvimento de novas técnicas e novas formas de agricultura como, por exemplo, a agricultura orgânica, a agricultura agroecológica, da qualificação do jovem nesta nova técnica para que ele possa desenvolvê-la no campo”, explicou.
Para o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, esse diálogo do governo com jovens será importante para garantir a continuação da produção agropecuária no Brasil.

“É um evento importante, porque são as organizações da juventude rural que aqui estão, é um espaço de participação popular da juventude rural para discutir e avaliar as políticas públicas que foram construídas até hoje, do início do governo Lula até agora, para a juventude rural”.
Sobre as parcerias de outros setores do governo, Pepe Vargas disse que é necessário maior integração para ter políticas públicas mais eficazes.
“Olha não tem como ser diferente, nós temos que cada vez mais, integrar as políticas públicas para que elas tenham maior resultado para o conjunto da população brasileira”, ressaltou.
De acordo com a secretária Nacional da Juventude, do governo federal, Severine Macedo, o tema ganha valor e mais visibilidade a partir de agora.
“Essa é uma construção antiga onde os movimentos da juventude rural e governo podem discutir as necessidades da juventude. A gente avançou com a agricultura familiar, houve uma inversão de prioridades, temos que garantir políticas, de acesso a terra, a produção, ao crédito, a assistência técnica ao lazer e a cultura e educação no campo, nós não podemos pensar o campo como um espaço só de trabalho, mas também de qualidade de vida e com rendas suficientes para que estes jovens possam ter qualidade de vida”.
De acordo com Severine Macedo, cerca de 8 milhões de brasileiros e brasileiras, com idade entre 15 e 29 anos, vivem na área rural.
Os organizadores esperam que o evento sirva para a multiplicação e regionalização desse debate, visando à construção de uma política nacional voltada para os jovens do campo.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog