quinta-feira, 31 de março de 2011

Encontro Paranaense do Direito à Comunicação



Neste sábado, (2), acontece o Encontro Paranaense do Direito à Comunicação. 
O evento ocorre em um momento central – pós-Conferência Nacional da Comunicação e a entrada de um novo governo – em que entidades, movimentos sociais, cidadãos, estudantes são convidados a pensar ações prioritárias para a pauta da democratização da comunicação no país e no nosso Estado.
Realizado pela Frente Paranaense pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão (Frentex-PR), o encontro será transmitido pela internet, por meio do frentexpr.com.br


Em Curitiba os debates ocorrerão no auditório da APP Sindicato, localizado na Rua Voluntários da Pátria, 475, 14º andar, Edifício Asa. Não é necessário fazer inscrição prévia.
A programação conta com mesas redondas sobre a realidade atual das comunicações no país e sobre a organização do movimento no Paraná. Além disso serão definidos calendários de atividades baseadas em quatro temáticas principais: Plano Nacional de Banda Larga, Marco Regulatório, Comunicação Popular e Controle Social.

Google Lança Recurso de Recomendações Sociais na Busca

A Google anunciou que está incrementando as recomendações sociais dos seus resultados de busca com a introdução do Google +1. O novo recurso coloca um “+1” ao lado de cada resultado de busca, permitindo recomendações de usuários de resultados e sites diretamente no Google, sem qualquer ligação com o Twitter ouFacebook.

Recado do Moromizato: Simão Pedro em Ubatuba e Caraguá

O Deputado Estadual Simão Pedro estara em  Ubatuba, no dia primeiro de Abril, sexta-feira.
A visita será para agradecimento dos votos obtidos na cidade em 2010, já que o deputado foi o mais votado do PT no município e tem um relacionamento de longa data conosco.


A AGENDA é a seguinte:

SEXTA-FEIRA, 01 DE ABRIL DE 2011

11h-12h - Agradecimento de votos e reunião com companheiros e eleitores da região sul de Ubatuba
Quilombo da Caçandoca.

13-15h - almoço com equipe de campanha e reunião com comunidade do pé-da-serra e região oeste -
Local: sede da fundação alavanca, na Rodovia Osvaldo Cruz, 6345
Aproveitará para conhecer a instituição e o projeto cine-comunidade, realizado com recursos de emenda parlamentar do mesmo;

16h-17h - Reunião com empresários e donos de quiosques
Restaurante BOM KILO - Av. Wilson Abirached, ao lado da Banca do Bia - Praia Grande

17:30-18:30hs - café com militância do PT
Diretório Municipal do PT - Rua Dr. Esteves da Silva, 147 sala 09 - Shopping Iperoig

Em todos os momentos a pauta será o agradecimento pela votação obtida em 2012, a apresentação do mandato e os desafios que teremos pela frente,
junto com as diversas realidades que temos aqui em Ubatuba e o apoio que teremos desde agora para os enfrentamentos que estão por vir.

Obrigado,
Maurício Moromizato

terça-feira, 29 de março de 2011

Moção de Repúdio à Ação da Guarda Municipal de Curitiba



No dia 19 de março de 2011 vivenciamos mais uma triste experiência na
cidade de Curitiba. Reunidos em uma confraternização no Parque São
Lourenço, os estudantes de História da UFPR foram surpreendidos pela
ação violenta da guarda municipal de Curitiba que, longe de permitir
qualquer tipo de diálogo, utilizou-se de muita violência para manter a
ordem que o churrasco dos estudantes estaria, teoricamente,
transgredindo. O absurdo da ação policial já se revela no efetivo
deslocado para cuidar de tal questão: 10 viaturas da guarda municipal,
armados, foram chamadas para conter a churrascada dos
historiadoriadores. O resultado
foi muitas pessoas agredidas e um estudante detido.
Frente a esse fato, nos perguntamos, afinal, a que(m) servem aqueles que se
denominam os defensores da ordem? Poder-se-ia afirmar que a ação dos
guardas refletiria uma falta de preparo. Nós, por outro lado, achamos
que isso reflete, sim, a existência de um preparo. Um preparo específico
para a função que o Estado preconiza para suas forças policiais - para
além da própria guarda municipal. Sabemos quais os sujeitos escolhidos
para receberem o preparo despreparado da polícia, e quais tem todas as
suas faltas perdoadas.
A lógica do sistema em que vivemos, como nos dizia Brecht, privatizou
nossa vida, nosso trabalho, nossa hora de amar e nosso direito de
pensar, agora demonstra cada vez mais privatizar o lazer em nossa
sociedade. De forma sistemática, vemos episódios de repressão à
manifestações culturais da juventude - mesmo quando não deliberadamente
políticas, como seria de se esperar - em espaços públicos. Cada vez mais
é afirmado pelo Estado, de maneira indireta, que o lugar para se
confraternizar e divertir são espaços privados.
Frente a essa agressão, ainda que possa ser encarada como um ato isolado, nos
leva a atentar para as ações repressivas do Estado como um todo. Sabemos
que não são só os estudantes as vítimas de intervenções policiais, que
atingem com veemência a juventude pobre e os movimentos sociais. Temos,
assim, que nos solidarizar e estar lado a lado àqueles que sofrem com a
ação das forças do Estado.
Pela punição dos responsáveis pelas ações de violência contra os estudantes de história!
Contra a ação repressiva do Estado às expressões culturais da juventude!
Contra a criminalização da juventude e dos movimentos sociais!

--
Grupo Tortura Nunca Mais - PR
Sociedade DHPAZ - Direitos Humanos para a Paz

O Povo Quer Saber (CQC): Jair Bolsonaro X Preta Gil, Gays e Negros. 28/0...

1º campeonato de Dirt Jump Londrina; JD Maria Celina: 27/03/2011

segunda-feira, 28 de março de 2011

Caetano Veloso diz que Veja aderiu ao “linchamento” de Maria Bethânia

O cantor e compositor Caetano Veloso atacou a imprensa pela polêmica envolvendo sua irmã Maria Bethânia que no começo do mês foi criticada por ter recebido autorização do Ministério da Cultura para captar R$ 1,3 milhão na criação de um blog com 365 vídeos em que interpretaria poesias.

“Aliás, a 'Veja' (não, Reinaldo, não danço com você nem morta!) aderiu ao linchamento de Bethânia com a mesma gana (...) A 'Veja' logo pôs que Bethânia tinha ganho R$ 1,3 milhão quando sabe-se que a equipe que a aconselhou a estender à internet o trabalho que vem fazendo apenas conseguiu aprovação do MinC para tentar captar, tendo esse valor como teto. Os editores da revista e do jornal sabem que estão enganando os leitores”, disse em sua coluna no jornal O Globo, publicada neste domingo (27/3).

Além da Veja, Caetano também criticou a Folha de S. Paulo, que divulgou a notícia em primeira mão. "A 'Folha' disparou, maliciosamente, o caso. E o tratou com mais malícia do que se esperaria de um jornal que - embora seu dono e editor tenha dito à revista "Imprensa", faz décadas, que seu modelo era a "Veja" - se vende como isento e aberto ao debate em nome do esclarecimento geral”.

Caetano citou os jornalistas Ricardo Noblat e Mônica Bergamo, que também divulgaram a polêmica de Bethânia. “Certos jornalistas precisam sentir na pele os danos que causam com suas leviandades. Toda a grita veio com o corinho que repete o epíteto 'máfia do dendê', expressão cunhada por um tal Tognolli, que escreveu o livro de Lobão, pois este é incapaz de redigir (não é todo cantor de rádio que escreve um 'Verdade tropical'). Pensam o quê? Que eu vou ser discreto e sóbrio? Não. Comigo não, violão”, contestou.

PT FAZ ENCONTRO REGIONAL EM UBATUBA

Lideranças, militantes e simpatizantes do PT estiveram reunidos no auditório da  Colônia dos Metalúrgicos para discutir a conjuntura atual, reforma política, eleições 2012 e alianças partidárias.

Estiveram presentes:  Rose Gaspar, vereadora de Jacareí e coordenadora da Macro Região Vale do Paraíba e Litoral Norte; o deputado federal Carlinhos de Almeida,  o deputado estadual Marco Aurélio de Souza e representantes de Piquete, Redenção da Serra, Ilhabela, Caraguatatuba, São José dos Campos, Taubaté, Jacareí e Caçapava.

No PT, é uma prática comum que os candidatos a cargos majoritários passem por uma prévia em  que abre-se a possibilidade de apresentação de várias candidaturas e o escolhido é aquele que tiver mais votos entre os filiados. Não houve ainda este ritual e pode não haver se não se apresentar mais de uma candidatura. Este pode ser o caso de Ubatuba pois  percebe-se que grande parte dos  filiados reconhece como candidato natural o dentista Mauricio Moromizato, em função da grande quantidade de votos recebidos nas últimas eleições municipais. Essa percepção foi expressa claramente pelo deputado Carlinhos de Almeida.

Moromizato destacou a importância da região estar representada tanto na esfera federal (Carlinhos de Almeida) quanto na estadual (Marco Aurélio de Souza), deputados que obtiveram expressiva votação em Ubatuba. Moromizato solicitou aos deputados que intercedessem  junto ao governo estadual para que as obras de ampliação da Tamoios incluíssem melhorias no acesso à Ubatuba, tais como as que serão feitas em Caraguatatuba e São Sebastião, bem como a defesa do setor pesqueiro para que não seja prejudicado com a criação do Parque Nacional de Alcatrazes e ainda que haja trabalho de todos para que se deixem benefícios permanentes nas cidades do litoral norte, com os investimentos que certamente terão que ser feitos para a Copa de 2012 e para as Olimpíadas de 2016.

Os dois deputados recordaram a longa luta que ocorreu até que o partido conseguisse conquistar o poder, na figura de um operário e, agora, na primeira mulher a conquistar tal cargo. Ressaltaram também os avanços na melhoria das condições de vida através de programas como o bolsa família, Prouni e Minha Casa e Minha Vida.
Vêem  grande possibilidade do partido eleger o próximo prefeito mas recomendaram a união, o planejamento, o trabalho constante e a humildade. Ficar de salto alto e confiar na vitória pode serprejudicial e levar à derrota.

Também foi destacado o trabalho da Coordenação da Região, com a proposta de descentralização das reuniões, realizando-as cada vez em uma das cidades da região, de maneira a garantir maior possibilidade de participação.

A coordenação agradeceu a hospitalidade com que todos foram recebidos, garantindo um clima produtivo e de camaradagem.

Rui Grilo – ragrilo@terra.com.br

sábado, 26 de março de 2011

Sabe mensurar seu impacto na mídia social? 60% dos profissionais se sentem inseguros


Izabela Vasconcelos



Uma pesquisa da Useful Social Media Community, empresa norte-americana, revela que 60% dos profissionais de mídia corporativa não se sentem confiantes para mensurar o impacto de sua estratégia de marketing nas redes sociais. No entanto, 89% deles reconhecem que a mídia social está se tornando uma parte importante de sua estratégia de marketing. O estudo ouviu 100 profissionais de diversas companhias em dezembro de 2010.

A pesquisa também mostra que para melhorar seu desempenho nas redes, 43% das empresas contratam consultorias para orientar a estratégia na mídia social.

$ nas redes
Entre os profissionais entrevistados, 77% disseram que pretendem investir mais recursos financeiros nas redes sociais da companhia em 2011. Apenas 11% não pensam em aumentar o investimento e 12% afirmam que manterão o mesmo orçamento de 2010. Dos que querem incrementar a verba destinada às redes sociais, 33% pretendem usar de 5 a 10% do budget da companhia.

Ainda falta dedicação
Apesar de vislumbrar investimentos futuros, 41% das companhias não contratam um profissional específico para cuidar das redes sociais da empresa. A Europa se destaca como o continente que mais mantém profissionais exclusivos para as redes sociais, com 64%, contra 50% dos Estados Unidos. O estudo indica que há espaço no mercado para especialistas na área ou para quem pretende se especializar.
Em grande parte das empresas, a coordenação das redes sociais é ocupada pelos gerentes (46%), mas 12% decidem colocar o CEO à frente das redes sociais. Em 43% dos casos, a área de mídia social é gerida pelo departamento de marketing, enquanto em apenas 4% é coordenada pela área específica de mídia social.
Qual é a utilidade das redes?Segundo a pesquisa, 54% das empresas norte-americanas usam as redes para envolver os funcionários, 50% para atender os clientes e 38% para desenvolver novos produtos ou serviços.

fonte 

André Vargas continua atuando por Londrina


O deputado federal André Vargas (PT) recebeu ontem, 25/03, um telefonema do prefeito Barbosa Neto pedindo apoio para o Teatro Municipal de Londrina e a extensão da avenida Saul Elkind até a cidade de Cambé, cujas obras serão lançadas neste domingo, 27/03.  

Superando as divergências políticas, Vargas afirmou ao prefeito que continua dando apoio e buscando recursos para as grandes obras para a cidade de Londrina.  “A pavimentação da Saul Elkind, o viaduto da PUC e Teatro Municipal são obras de grande magnitude e às quais já vínhamos lutando para que se tornassem realidade. Continuarei em Brasília trabalhando para garantir os recursos”, declarou Vargas diante do pedido do prefeito.

Em relação ao Teatro Municipal, Vargas lembra que os recursos para a primeira fase, R$ 6,5 milhões, já estão disponíveis para a Prefeitura desde o ano passado. Ontem, o prefeito esteve com José Ivo Vannuchi, assessor especial da Ministra da Cultura, Ana Hollanda e solicitou a prorrogação do prazo do convênio com o governo federal, até abril de 2012, e apresentou as adequações aos projetos complementares do teatro. “Sempre trabalhei neste projeto e continuarei acompanhando, pois este é um grande sonho dos londrinenses”, afirmou o petista.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Exército: abolição das comemorações do golpe de 64

Comemorar um golpe de Estado sempre transpareceu um ato incongruente

O Exército acaba de retirar do seu calendário oficial a comemoração do golpe militar de 31 de março de 1964. O simbolismo do gesto merece mais do que uma nota de pé de página nos jornais; é indicatico da superação simbólica de uma época de divisões e equívocos políticos e do reconhecimento inconteste da consolidação do Estado Democrático de Direito.
Até novembro de 2010, a comemoração ainda constava do portal do Exército na internet. De acordo com a instituição armada, as datas comemorativas constantes do novo portal são o Dia da Pátria (7/9), o Dia da Vitória (8/5), o Dia do Reservista (16/12) e o Dia da Bandeira (19/11). Comemoram-se também as datas magnas das três Forças Armadas e as datas de Armas, Quadros e Serviços do Exército.
A iniciativa contribui para aprofundar a distensão democrática, eliminando fricções realimentadoras de traumas que a Nação tem interesse em superar, sem negar a memória e a verdade histórica.
Comemorar um golpe de Estado contra o ordenamento jurídico democrático sempre transpareceu um ato incongruente, depois que o Estado Democrático de Direito foi restaurado. Prevalecesse essa lógica, o Brasil redemocratizado em 1946 teria continuado a celebrar o golpe de 10/11/37, data imposta pela ditadura do Estado Novo. Um absurdo.
As razões alegadas pelos apoiadores das ditaduras de 1937-1945 e de 1964-1985 para justificar o culto nunca foram acolhidas pela maioria da consciência democrática nacional e sempre foi uma incongruência mantê-lo, ainda que nos quartéis, por alimentarem visão atentatória à constitucionalidade democrática.
É preciso ter presente que esses equívocos históricos foram resultantes de ações de facções ideológicas que, momentaneamente, dominaram as instituições armadas, em momentos de grandes embates políticos, refletindo as correntes existentes dentro da sociedade. Sempre existiram militares liberais, socialistas, nacionalistas, comunistas, como é natural nas sociedades democráticas. O equívoco foi quando uma facção deu um golpe de Estado e procurou impor sua própria visão como sendo a da instituição armada. Desse equívoco, finalmente, estamos começando a nos livrar.






segunda-feira, 21 de março de 2011

Sobrevivente do massacre de Corumbiara vive há 16 anos como 'foragido da injustiça'



"Estou sofrendo uma prisão psicológica." Faz 16 anos que Claudemir Gilberto Ramos, de 38 anos, tem a cabeça a prêmio. Pelo que se sabe, são R$ 50 mil por sua morte. "Para mim, já estou cumprindo a pena até demais, mesmo não estando na prisão. Só não me entreguei porque acho injusto. Se tivesse cometido crime, tinha que pagar pelo que fiz, mas não cometi o crime."
Claudemir se considera um "foragido da injustiça". Desde que ocorreu o massacre de trabalhadores rurais em Corumbiara, a 700 quilômetros de Porto Velho (RO), ele não sabe o que é endereço fixo, trabalho com registro em carteira ou convívio familiar. Condenado a 2.008 anos de reclusão, reclama um novo julgamento e uma efetiva apuração dos fatos ocorridos na madrugada de 9 de agosto de 1995, quando ao menos 12 sem-terra foram mortos por policiais militares e pistoleiros na Fazenda Santa Elina.

ESCOLA OFICINA DO SESCAP-LDR ABRE INSCRIÇÕES


 
Estão abertas as inscrições para a 10ª turma do Projeto Escola Oficina do Sescap- Ldr. As inscrições serão feitas exclusivamente na sede do Sescap – Ldr, que fica na Rua Senador Souza Naves, 289, sobreloja. Os interessados deverão estar munidos de R.G. e comprovante de residência e de escolaridade. No ato da matricula, será fornecido todo o material necessário e cobrada uma taxa única de inscrição de R$30,00.

O curso possui 3 meses de duração, com aulas às segundas, quartas e quintas-feiras com inicio prevista para o próximo dia 12/04. As inscrições vão até o dia 06/04 e as vagas são limitadas.

Iniciativa do Sescap Londrina, o projeto criado em 2005 tem por objetivo capacitar jovens para o ingresso no mercado de trabalho. No curso, os participantes receberam a base necessária para atuar no setor de recursos humanos e contábeis de empresas de qualquer segmento.   

O curso é direcionado a estudantes que estão concluindo o ensino médio ou que estão no 1° ano de Ciências Contábeis. Serão ministradas aulas de Arquivo, Relações Interpessoais e de Departamento Fiscal, Pessoal, Paralegal e Contábil.


Informações pelo telefone: 3329-3473.  
ou no site www.sescapldr.com.br

sábado, 19 de março de 2011

Estados Unidos criam programa para manipular com perfis falsos o que é dito em redes sociais


RIO - Os que acreditam em teorias da conspiração ganharam mais um incentivo à crença nesta sexta-feira. Reportagem do jornal britânico "The Guardian" revelou que as Forças Armadas americanas estão desenvolvendo um software para manipular redes sociais como Twitter e Facebook por meio de perfis falsos. O objetivo é influenciar no que é dito nesses sites, disseminando propaganda pró-EUA e combatendo discursos "extremistas" e contrários ao país.

Contratada por US$ 2,76 milhões pela United States Central Command (Centcom), órgão que supervisiona operações militares dos EUA no Oriente Médio e na Ásia Central, a empresa californiana Ntrepid está criando o programa, que permitirá que cada agente americano controle dez perfis na rede.

O contrato exige do software que os perfis tenham origem em servidores baseados em vários lugares do mundo e possuam uma "história convincente" (ou seja, detalhes que passem a impressão de se tratar de uma pessoa real). A Centcom também pediu que o sistema permita que mais de 50 agentes sejam capazes de controlar as contas desde suas estações de trabalho nos EUA, "sem o medo de serem descobertos por adversários sofisticados".

O governo americano designará um local - provavelmente na toda-poderosa base aérea MacDill, na Flórida - onde os agentes trabalharão exclusivamente nas redes sociais. Acredita-se que o contrato esteja dentro da Operação Earnest Voice (OEV), um colosso de estimados US$ 200 milhões criado originalmente para combater a presença on-line de apoiadores da al-Qaeda na guerra do Iraque e que estendeu sua atuação para o restante do Oriente Médio.

Por considerar ilegal direcionar o uso da tecnologia contra audiências americanas, a Centcom decidiu que toda ação será feita em línguas estrangeiras, entre elas árabe, farsi, urdo e pachto.

- A tecnologia suporta atividades blogueiras secretas de sites em línguas estrangeiras de modo a permitir que a Centcom combata extremistas violentos e propaganda inimiga fora dos Estados Unidos - afirmou o comandante Bill Speaks, porta-voz da Centcom.

O analista especializado em novas tecnologias Jeff Jarvis afirmou ao "Guardian" que o projeto é contrário à liberdade de expressão na internet e que seu único objetivo é controlar a sociedade.

Fonte o Globo

segunda-feira, 14 de março de 2011

Londrina: YES, NOS TEMOS FACISMO!

por Marcio Américo

A entrevista do Leonardo ramos , Secretario de Cultura, para o JL, é reveladora. Ele primeira justifica a falta de público ao seu carnaval insípido incolor e inodoro por falta de tradição do londrinense em relação ao carnaval! Como? O carnaval de Londrina tem mais de meio século de tradição! Veja as edições anteriores. Uma afirmação desta é no mínimo leviana. O que não temos é tradição para o Ballet, mesmo assim ele destina grana todo ano para o seu grupo. Na seqüência ele fala que pretende criar um novo tipo de carnaval, embora não saiba exatamente qual, ou seja, o secretário está perdido. Mas uma coisa é certa, o carnaval que o senhor Leonardo tem em mente nem de longe se parece com a festa popular brasileira. Ele primeiro diz que não quer por aqui mulatas e samba, aliás, chama nossas mulatas e as baterias de escolas de samba de estereótipo!. Esta afirmação não é apenas absurda, mas revela o desejo do secretário em realizar em londrina uma espécie de assepsia cultural, de elitizar a cultura local, esta postura é no mínimo fascista e me admira que venha de um secretario de cultura. Aliás é fascista inclusive na parte religiosa, pois ele diz que qualquer igreja que queira receber dinheiro publico para um carnaval que só interessa aos seus membros, poderão fazê-lo, ou seja, as escolas de samba alem de concorrerem com ballets, ONGs, terão que concorrer com as igrejas! Sempre disse e reafirmo sem medo de errar, este secretário nem poderia estar no cargo, já que há ali um conflito de interesses: a Funcart bem como o Ballet de Londrina, foram fundados por ele, tem seu nome nas atas como parte integrante da diretoria, e recebem dinheiro da prefeitura através da secretaria e do Promic todos os anos, alguns sem nem mesmo concorrer com outros projetos. Mas, para as escolas de samba ele pensa diferente, diz que destinar verbas a um só projeto é coisa do passado. Caro leitor, você acha que Leonardo Ramos cortaria verbas pra Funcart ou Ballet de Londrina por causa de uma carta de anuência? Colocaria o Ballet de Londrina para concorrer com o espetáculo da Paixão de Cristo, que é muito mais popular? Claro que não, até porque o que ele parece querer é justamente “limpar” a cultura popular para que esta dê lugar aos seus apaniguados, ao seu trenzinho da alegria. O carnaval de Londrina não está e nunca esteve errado... errada mesmo foi a escolha de Leonardo Ramos pra secretário de cultura. Depois destas declarações, na minha opinião, Leonardo não tem condições morais e éticas pra permanecer no cargo.


Meu comentário:
Tive o Privilegio de ser Conselheiro Municipal de Cultura de 2001 a 2004, depois disso Fui assessor da Secretaria de Cultura de 2004 a 2008.... O carnaval como todas as expressões culturais presentes na cidade tinham espaço, criamos o PROMIC justamente para "tirar a cultura das Elites" antes da nossa gestão a frente da Secretaria, O dinheiro da Cultura era direcionado apenas para as entidades como a Funcart, AML, AMEM e etc..., Hoje a Incubadora de Projetos parou de funcionar, a Rede da Cidadania também, a Cultura se afastou da Periferia... As oficinas de Hip Hop, Capoeira, Dança de salao, Teatro, Artesanato, áudio e vídeo, e circo abandonaram os centros comunitários e as praças dos bairros afastados do centro, que acredito que a atual diretoria nem sabe que existem. A política Cultural de Londrina que chegou a ser reconhecida pela UNESCO, hoje nao passa de uma secretaria de cerimonial da Prefeitura.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Curitiba: Poesias serão declamadas em bares da cidade

Poesias “leite quente” serão declamadas
nos bares da cidade neste sábado
Neste sábado, a partir das 20h, não se espante se um poeta começar a declamar poesias na sua mesa. Esse é o resultado de uma parceria entre a Abrasel PR (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Paraná) e a Fundação Cultural de Curitiba, que dão início à Blitz Cultural com o objetivo de levar poesia curitibana e entretenimento ao público. Os poetas vão percorrer 18 bares para inundar a cidade com cultura nos dias 12, 19 e 26 de março.
A Blitz Cultural percorre neste sábado os bares Cana Benta, Cantina do Delio, Bar Estofaria, Bella Banoffi, Happy Burguer e Quermesse, localizados no circuito da Rua Itupava, Alto da XV e Bom Retiro.
A ação será rápida, de 20 minutos em cada bar, onde um músico com instrumento de sopro vai chamar atenção do público e um artista declama em seguida uma poesia. “A iniciativa vai dar oportunidade para que a clientela dos bares possa ter, além de diversão, acesso a um cardápio cultural de bom gosto”, afirma o presidente executivo da Abrasel PR, Luciano Bartolomeu.
A Blitz Cultural, que faz parte das comemorações dos 318 anos de Curitiba, prossegue nos dois sábados seguintes. “Em uma noite devemos atingir cerca de três mil pessoas com música e poesia. Isso é muito importante para tocar o coração das pessoas e nada melhor do que poesia e música para isso. Além disso, essa iniciativa também visa valorizar os artistas da cidade, nossos poetas e nossa cultura”, informa o empresário Délio Canabrava.

Serviço:

Blitz Cultural

CanaBenta (Rua Itupava, 1431)

Bella Banoffi (Rua Itupava, 1091)

Estofaria (Rua Itupava, 1436)

Cantina do Délio (Rua Itupava, 1094)

Happy Burguer (Av. Marechal H. Alencar Castelo Branco, 251)

Quermesse (Rua Carlos Pioli, 513)

Irresponsabilidade: Estadão manda para Libia Profissional sem Visto

Estadão manda enviado à Libia sem visto de entrada, no meio de uma guerra e agora quer “faturar” e transformar o Jornalista @ em mocinho...

Se esse profissional tem vergonha na cara, processará na justiça trabalhista o mais velho jornal golpista do Brasil por vários artigos da CLT e da justiça comum.

Se ele não processar o Estadão saberemos o que ele foi fazer lá: Cumprir um papel de agente político clandestino, engajado ao lado de uma das facções em luta e não cobertura de profissional do jornalismo.

MANUAL DA FELICIDADE - FAMILIA IML

quinta-feira, 10 de março de 2011

Novela do SBT: Amor e Revolução vai mostrar os porões dos anos de chumbo do Brasil


Quando o assunto é Ditadura Militar, é impossível não pensar em violência, morte e censura. Mas o escritor Tiago Santiago, autor de "Amor e Revolução'', próxima novela do SBT, que estreia no dia 4 de abril, está indo além da simples imaginação para mostrar a realidade do que aconteceu nos porões dos órgãos do governo após o golpe de 1964. Baseado em fatos reais, ele não poupará o público de nenhum detalhe.


E, pelas cenas de tortura que vazaram na internet em fevereiro, fortes emoções vêm por aí. A veracidade das imagens é de deixar qualquer um impressionado. "Estou contando uma história que aconteceu. Então me inspiro nos depoimentos das pessoas que passaram por esse terror. Está sendo difícil constatar o quão baixo a humanidade pode chegar, mas também bonito, por mostrar o heroísmo daqueles que sofreram por seus companheiros'', conta Santiago.


Apesar de já ter trabalhado com dramas verdadeiros como roteirista do "Linha Direta'', na Globo, ele afirma nunca ter tido contato com enredos tão densos e confessa: está difícil segurar a emoção. "Já fui às lágrimas muitas vezes. Só de falar tenho vontade de chorar, porque me vem tudo à cabeça'', diz.


Sobre a "divulgação'' das sequências na internet, Santiago lamenta, mas reconhece que o incidente ajudou a promover "Amor e Revolução''. "Recebi muitos elogios sobre a edição, a luz e a qualidade do elenco. O lado negativo é que só vazaram cenas de violência, e a novela não tratará apenas disso'', ressalta.


Gabriela Alves, protagonista da maioria dessas cenas, interpreta uma revolucionária que sofre nas mãos dos militares. As sequências da artista são chocantes. "Odete é afogada, estuprada, leva choque e apanha. Tentamos fazer da maneira mais técnica possível. No entanto, na hora, rompemos a ponte entre realidade e ficção, a atuação ficou mais intensa e não senti a dor'', lembra.

Marcelo Villa no comando da comunicação da Prefeitura de Cornélio





Marcelo Villa ex apresentador do Balanço geral da RIC TV filiado ao pv de Cornélio Procópio, foi candidato a deputado estadual na eleição em 2010 e agora é secretário de comunicação da prefeitura de Cornélio.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Os Assassinos da PM

Os Pilantras Safados e Covardes da Policia Militar do Paraná que mataram o Jovem Rafael Bezerra em 2004 aqui em Londrina, vão a júri popular. Espero que o Ministério publico investigue também os policiais, que vivem se "confrontando" com jovens pobres da periferia , com o detalhe que os "bandidos" sempre morrem com mais de 5 tiros.


PMs acusados de matar filho de ex-jogador londrinense vão a júri popular - JL - Jornal de Londrina

sexta-feira, 4 de março de 2011

Internet pode ser incluída como direito na Constituição

A inclusão digital poderá ser inserida na lista de direitos sociais estabelecida pela Constituição Federal. O precário acesso à internet constatado entre estudantes pobres, negros e moradores de regiões menos desenvolvidas do país motivou o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) a enfrentar essa realidade por meio de uma proposta de emenda à Constituição (PEC 6/11), em tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). 

Apesar de registrar avanços em suas redes de telecomunicações, o Brasil ocupava, em 2008, a 69ª posição entre 193 países com acesso à internet listados pela União Internacional de Telecomunicações (UIT). Bem atrás de países como Austrália, Holanda, Suécia e Islândia, onde 70% a 90% da população se conectam à rede mundial de computadores, o Brasil - com apenas 17,2% de sua população, à época, inserida no mundo virtual - também perdia posição em relação aos vizinhos Argentina (17,8%), Uruguai (20,6%) e Chile (28,9%). 

"O pior é que essa média baixa de inclusão digital encobre desigualdades extremas", alerta Rollemberg na justificação da PEC 

(com Agência Senado).

quinta-feira, 3 de março de 2011

DOAÇÃO DE SANGUE para o Tião do PT Londrina

O meu companheiro de Partido o Tião (Sebastião Francisco Rego) artesão e líder político na região norte de Londrina está precisando de doadores de sangue. É só ir ao Hemocentro do HU ou no Instituto de Hematologia (IHEL), na Souza Naves e dar o nome dele: Sebastião Francisco Rego. Ele está internado no Evangélico para um procedimento cardíaco


Com informações do Blog da Lorena

Recomende lugares para o mundo com o Google Hotpot



Mecanismo para a avaliação de estabelecimentos permite que pessoas compartilhem experiências. O serviço já pode ser utilizado por qualquer usuário que possua uma conta Google.

Por meio desta ferramenta o usuário consegue avaliar estabelecimentos que estejam cadastrados no banco de dados da multinacional. A forma de avaliação utilizada é a notação de estrelas – o usuário escolhe uma pontuação que vai de uma a cinco estrelas.




As maravilhas da tecnologia touch screen

 por Daniel Serrano

 
 
 
 

    A tecnologia vai invadindo nossas vidas aos poucos, de forma que novos avanços passam a fazer parte de nossa realidade sem que nos apercebamos disso. Isso aconteceu com os CDs, os computadores, o DVD, o MP3 e dezenas de outros inventos que foram substituindo produtos que achávamos que nunca iriam acabar. Em nenhum momento as pessoas falaram: “a partir de hoje não uso mais VCR”, ou “amanhã será meu dia de mudança: de áudio em CD para áudio em MP3”. As novidades vão invadindo nosso dia-a-dia convivendo com os sistemas antigos, e quando menos esperamos já migramos para o novo conceito.

Uma tecnologia que chegou devagar e foi tomando conta de tudo foi a do que é chamado internacionalmente de Touch Screen. A julgar de como é chamada popularmente, a denominação “tela sensível ao toque” deverá predominar. É inacreditável como uma tecnologia tão avançada, que ainda surpreende técnicos da área pela quantidade e variedade de tecnologias aplicadas e opções de sistemas de produção, foi absorvida pela população, como algo normal.

Ao digitar as opções e as senhas diretamente na tela de um terminal, no caixa eletrônico, notamos que as pessoas não se surpreendem em estar digitando letras e números diretamente no tubo de um televisor, onde na verdade não há botão nenhum, e sim uma imagem mostrando onde realmente deveriam estar as teclas. O mesmo ocorreu com os notebooks, onde já há algum tempo se usa o dedo sobre uma superfície do teclado para movimentar o ponteiro do Mouse ou até “clicar” quando se pressiona a tal superfície.

Alguns poderão dizer que já havia sistemas suscetíveis ao toque em botões de elevador (onde não havia a necessidade de apertar, mas apenas “tocar” o botão) ou em abat-jours encontrados em camelôs por menos de 20 reais, que se acendiam ao passar o dedo em uma superfície metálica. As tecnologias são, no entanto, completamente diferentes. Enquanto o abajur ou o elevador são acionados pelo contato, criando um campo elétrico, as telas touchscreen percebem em qual ponto da tela o usuário tocou e qual função ele deseja acionar.

Existem dezenas de tecnologias utilizadas nas telas touchscreen. Entre elas a resistiva, capacitiva, por infravermelho, ótica, e outras mais. A grande vantagem é que não existem lugares fixos para se clicar. Um botão para acionar um depósito em conta corrente pode estar em um canto, no meio em baixo, ou onde o banco desejar, bastando para isso mudar a imagem mostrada no monitor.

Mal nos acostumamos a essa tecnologia, já estão saindo das fábricas os chamados “Multi Touch Screens”, que como o próprio nome diz permitem o toque simultâneo em diversos pontos da tela para acionar funções diferentes. Assim, se houver uma escala musical em uma tela touchscreen, poderemos tocar a nota “dó”, ou a “ré” e continuar tocando uma nota após a outra. Já nas telas multi touchscreen podemos fazer acordes, tocando várias notas ao mesmo tempo, como se fosse o teclado de um piano. Pode-se ainda usar teclas que mudam a função de outras teclas, como a “alt” e a “shift” de um computador e criar, dessa forma, infinitas opções.

Já não fosse o suficiente para deixar de boca aberta metade dos técnicos que estão implantando essa tecnologia em produtos comerciais, as novas telas são ainda sensíveis às diferenças de pressão. Isso quer dizer que se acionarmos suavemente a tela, teremos uma função. Se apertarmos com mais força teremos outra. Seria como um pedal de acelerador ou um controle de volume. Por último, os engenheiros acrescentaram mais uma função: a de arrasto, ou “drag” em inglês. Isso significa que a tela não só nota onde nossos dedos a estão tocando, mas reconhece o percurso que eles estão fazendo, e ,poderíamos, literalmente desenhar sobre a tela com nossas mãos, ou “pegar” uma imagem e movimentá-la sobre a tela.

Quando Tom Cruise usava uma tela desse tipo para localizar cenas de crimes que iriam ocorrer no futuro, no filme “Minority Report”, mal sabia que a realidade nos laboratórios de tecnologia estava tentando copiar a arte para produzir aquelas telas em produtos vendáveis e economicamente viáveis. Ficção à parte, estas telas já estão invadindo nossas vidas, seja em display de telefones celulares, telas para jogos ou monitores para desenho industrial. E mais uma vez passaremos a usá-los sem perceber que a tecnologia deu mais um salto. E, que os produtos atuais não têm mais botões.

Postagens populares

Pesquisar neste blog