sexta-feira, 30 de abril de 2010

Prefeito petista de Hortolândia (SP) é alvo de atentados com bombas



A casa e o gabinete do prefeito de Hortolândia, Ângelo Perugini (PT), foram alvos de atentados com bomba na madrugada de quinta-feira. Não houve feridos e a polícia investiga o caso. Na casa foi visto apenas um clarão, mas não houve explosão. No gabinete, que foi desocupado ontem no período da tarde, houve a explosão e a polícia técnica investiga qual artefato foi usado.

O prefeito realizou ontem a mudança de local de seu gabinete e os móveis já haviam sido retirados do prédio antes do atentado. A assessoria da Prefeitura confirmou o caso, mas ainda não tem detalhes. O prefeito ainda não se pronunciou.

Ângelo Perugini (PT) é prefeito reeleito de Hortolândia (cidade do interior do Estado de São Paulo) e recebeu na última eleição 69.558 votos, 78,75% do total. Ele superou Jonas Pereira de Lima (DEM), com 14.05 votos e 15,92% da votação.

O município é um dos mais importantes e de maior arrecadação na Região Metropolitana de Campinas. O antigo bairro de Sumaré conseguiu a emancipação na década de 90 e sofria com vários problemas de infra-estrutura. 

Do portal cosmo

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Design de Londrina é destaque na internet de Revista Nacional



Estilosa: Gabriela Baggio, 26, Londrina, PR, Brasil


estilosa gabriela baggio
O que inspira o seu guarda-roupa, e por quê?
Meu guarda roupa é inspirado no meu mundinho particular. Então vocês poderão encontrar estampas de passarinhos, pequeninas flores e vestidos rodados, que podem ser usados com sapatilhas ou All Star (apesar de achar lindo eu definitivamente não sei andar de salto, rs ^^) . Mas quando é para sair de balada, adoro usar cores sóbrias e roupas que lembram os meus ícones de estilo.
Quais são suas marcas favoritas?
Marcas? Hum…isso não quer dizer que possuo algo delas (hehehe): Chanel, Balenciaga, Valentino, Miu Miu *_*, Haco (marca japonesa maravilhosa),Peter Som e das nacionais Alexandre Herchcovith, Huis Clos, Andrea Marques e por aí vai…
Quais são as suas peças de roupa favoritas?
Estou usando bastante meu shortinho de flanelinha xadrez e também meus vestidinhos com um terninho (roubado sorrateiramente da mamãe). ^^
Quem são seus ícones de estilo?
Gabrielle Chanel (única e atemporal), Kate Moss (ela se veste muito bem na minha opinião), a modelo Lily Cole e até alguns homens, como o Jim Morrison e Johnny Depp (cachecóis, chapéus e outras coisas que esses meninos usam são demais! Inclusive a beleza ahahaha).
Quais sites de moda ou make ou estilo que você visita sempre?
Ah eu sempre passeio no Cherry Blossom Girl, 10th Muse e nos nacionais It Guéls e La Isla Bonita.
estilosa gabriela baggio retrato
Para saber mais sobre a Gabriela, acessem:
Blog
Lookbook
Bookmark and Share

A UEL DE CARA NOVA!




As eleições para o DCE-UEL, ocorrem nos próximos dias 04 e 05 de Maio.
Conheça as propostas da CHAPA 1: "A UEL DE CARA NOVA!".

Construir uma UEL de CARA NOVA, com práticas diferentes, pessoas novas, e fortalecer o movimento estudantil da Universidade, reivindicando os direitos e criando debates construtivos.

Acesse o blog da Chapa:

Traga suas idéias:
aueldecaranova@hotmail.com

Mais postos de Saúde em Londrina


Aprovada construção de UBS em 55 municípios do Paraná 

O Ministério da Saúde aprovou o projeto para a construção Unidades Básicas de Saúde (UBS) em 55 municípios do Paraná, conforme anunciado pelo deputado André Vargas (PT-PR) no final do ano passado. A construção dessas UBSs faz parte do Plano Nacional de Implantação de Unidades Básicas de Saúde, instituído pelo Ministério da Saúde.

O deputado federal André Vargas anunciou ontem, 27/04, a aprovação do projeto, que prevê, por exemplo, três delas para Londrina. Curitiba, Cascavel, Maringá, Rolândia, Arapongas e Pinhais também vão receber mais de UBS. Serão investidos aproximadamente R$ 200 mil do governo federal para construção de cada unidade.

Vargas explica que esta é uma das políticas do governo Lula, que se preocupa em popularizar e dar condições de para solucionar os problemas de saúde da família. “São projetos que nós temos cuidado e zelo, portanto nós estamos bastante felizes com essa fase adiantada da aprovação dos projetos, junto ao Ministério da Saúde”, completou.

As UBS serão preparadas para receber as equipes de Saúde da Família, que dão assistência básica à população. O recurso do governo federal será para a construção da unidade, caberá aos municípios equipar a UBS. Caso os municípios não executem o combinado com o órgão, o dinheiro terá que ser devolvido. O início da operação também depende dos municípios.

Segundo André Vargas depois de aprovados os projetos, a próxima etapa pode ser considerada como uma fase final, já que existe uma diferença neste projeto, os recursos são liberados antes da própria execução da obra. “Esses são processos menos burocratizados, onde os recursos já estão disponíveis para que as prefeituras possam fazer o processo licitatório e construam essas unidades”, ressaltou.

O deputado ainda lembra às prefeituras de Rolândia e Arapongas para que fiquem atentas às datas e não percam os prazos necessários para o cumprimento das documentações exigidas e consequentemente o recurso viabilizado pelo Ministério da Saúde.

Vejam as cidades contempladas:
Altamira do Paraná
Altônia
Ângulo
Apucarana
Arapongas
Barbosa Ferraz
Boa Vista da Aparecida
Cambé
Cambira
Campo Bonito
Campo Mourão
Cascavel
Catanduvas
Cerro Azul
Cianorte
Clevelândia
Colorado
Coronel Vivida
Cruzeiro do Oeste
Curitiba
Diamante do Sul
Francisco Beltrão
Grandes Rios
Guairacá
Guarapuava
Guaraquecaba
Ibiporã
Itauna do Sul
Ivaté
Japira
Jardim Alegre
Laranjeiras do Sul
Londrina
Marilândia do Sul
Maringá
Matelândia
Nova América da Colina
Nova Tebas
Palotina
Paranavaí
Pinhais
Porto Vitória
Quatro Barras
Rolândia
Sabáudia
Santa Isabel do Ivaí
São João
São Sebastião da Amoreira
Sapopema
Tamarana
Tapira
Teixeira Soares
Telêmaco Borba
Terra Boa
Três Barras do Paraná

domingo, 25 de abril de 2010

O Brasileiro Vive reclamando dos políticos desonestos mais...

Brasileiro Reclama De Quê?
O Brasileiro é assim:
1. - Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. - Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. - Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. - Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.

5. - Fala no celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. - Para em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. - Viola a lei do silêncio.

9. - Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. - Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.

11. - Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. - Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho.

13. - Faz 
"gato" de luz, de água e de tv a cabo.

14. - Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes
irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. - Compra recibo para abater na declaração do imposto de renda para pagar
menos imposto.

16. - Muda a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de
cotas.

17. - Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10
pede nota fiscal de 20.

18. - Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. - Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. - Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado.

21. - Compra produtos pirata com a plena consciência de que são
pirata.

22. - Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. - Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da
roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. - Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. - Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. - Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como
clipes, envelopes, canetas, lápis.... como se isso não fosse roubo.

27. - Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que
recebe das empresas onde trabalha.

28. - Falsifica tudo, tudo mesmo... só não falsifica aquilo que
ainda não foi inventado.

29. - Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. - Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes
não devolve.

sábado, 24 de abril de 2010

Maringá recebe etapa do Circuito Tecno Sport

As inscrições podem ser feitas nas lojas da rede e pela internet

Já estão abertas as inscrições para a etapa de Maringá do Circuito de Corridas Tecno Sport. A prova maringaense será no dia 13 de junho. Esta é a segunda corrida do circuito, que começou em Londrina, em março. A última fase está marcada para Foz do Iguaçu, em outubro.


A disputa será em percursos de 4,5 quilômetros e 9 quilômetros, nas categorias masculino e feminino. A largada será às 17 horas, na Avenida Papa João XXIII, tendo como cenário a Catedral de Maringá. De lá, os corredores contornarão o Parque do Ingá.


www.grampocomunicacao.com.br

Bookmark and Share

quinta-feira, 22 de abril de 2010

PROCURANDO TRABALHO? Saiba agir nas redes sociais para achar vaga


POR DANIELLA CORNACHIONE |

Achar uma vaga de trabalho e falar com a empresa só pensando naquela chance passou a ser um jeito velho de lidar com o mercado (embora ainda possa funcionar). A internet – e as redes sociais, especialmente – abriram muitas outras possibilidades. Quem procura emprego fica sabendo com mais rapidez das vagas disponíveis, mas também precisa lembrar que está exposto à avaliação das empresas, dos colegas e dos concorrentes, o tempo todo. Para aproveitar as oportunidades e evitar problemas, é preciso saber usar as redes.

As redes profissionais podem ser de dois tipos: genéricas (para todo tipo de profissional) ou específicas (para pessoas do mesmo campo de trabalho). Um exemplo de rede social específica é a CW Connect, usada por profissionais de TI e Telecom. Entre as genéricas, o LinkedIn é a mais conhecida, mas existem outras, como Glassdoor, Monster e Indica (outra bem conhecida é a Plaxo, que usa um recurso péssimo e que causa má impressão: envia convites automaticamente para a sua rede de contatos. Evite).

Tanto as redes mais abrangentes como as específicas são boas vitrines. Além do currículo, enriqueça o perfil com artigos, interesses e experiências que possam tornar você um profissional mais interessante.

Mas redes servem, fundamentalmente, para manter contato, interagir, e não só para se exibir de forma estática. Participar de discussões e fóruns ajuda a conhecer gente e se atualizar. Lembre que o português e o tom que você usar nos debates dirão muito sobre você.

Redes sociais de cunho mais pessoal, como o Orkut e o Facebook, também funcionam para fazer contatos profissionais (networking). Aí a preocupação é de outro tipo: ninguém precisa nem deve pensar em trabalho o tempo todo, e é normal que o seu perfil reflita outras faces da sua vida — sua rotina, seu humor, seu relacionamento com família e amigos. Mas isso não vai impedir que as empresas bisbilhotem por ali. Se você se preocupa com a imagem no meio profissional, não tem jeito: não vai poder postar fotos provocativas, escrever palavrões, agredir outros usuários e ter comunidades como “odeio trabalhar”. Os recrutadores têm acesso a todas essas redes, e podem procurar informações em qualquer uma delas.

Selma Morandi, diretora executivo do Grupo Foco (empresa de RH que faz recrutamento), diz que o LinkedIn é um canal importante de procura de candidatos. Responder rapidamente a um convite para uma vaga é uma ótima atitude, segundo ela. “Mesmo que a pessoa não esteja interessada naquela vaga especificamente, é muito importante que responda”, afirma. Afinal, você não sabe qual vaga vai aparecer na próxima semana.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

A vitória da blogosfera



Um fato muito significativo aconteceu nesta semana sem que talvez as pessoas tenham se dado conta de sua real dimensão. A Rede Globo retirou do ar uma campanha pelos seus 45 anos, que mal fora lançada, por pressão da blogosfera que denunciou a peça como propagando para o candidato tucano José Serra.

É importantíssimo ressaltar que não houve ação judicial, que nenhum partido fez queixa formal à emissora, mas que a movimentação nas redes sociais foi tão forte que o império global se viu pressionado a voltar atrás. O episódio revelou o poder da internet e dos blogs, que já se contrapõem à grande mídia, aliada a José Serra, e têm uma velocidade impressionante para veicular as informações e transformá-las em fato político.
A pretexto dos seus 45 anos, a Globo apresentou no domingo à noite, no Fantástico, a peça preparada para a comemoração. A coincidência do 45 ser também o número do PSDB não poderia ser alegada, pois seria tachada de pueril teoria conspiratória. Mas o texto da propaganda reforçava abertamente o slogan da campanha de Serra, de que “O Brasil pode mais”.
A “sutileza” que procurava passar despercebida estava na voz dos artistas globais enfatizando que “todos queremos mais, educação, saúde, amor e paz. Brasil, muito mais”. Parecia plataforma política e era. Um ouvido mais atento captou a mensagem e a colocou na rede. O assunto cresceu como bola de neve e virou pauta jornalística. A Globo, procurada, precisou dar uma resposta.
Em nota oficial na tarde de segunda-feira, antes mesmo que a campanha completasse 24 horas no ar, a Globo anunciava que suspendia a exibição da propaganda para não dar pretexto de ser acusada de tendenciosa. Segundo consta, parece que alguns artistas também se queixaram à emissora ao perceberem que tinham sido usados para reforçar uma campanha política que desaprovam.

Requentando para quem não viu ... Surpreenda-se!!! Susan Boyle legendado

Susan Boyle dando um exemplo de vida e principalmente removendo preconceitos.

         

terça-feira, 20 de abril de 2010

Retrospectiva Twitter, relembre os assuntos que mais pautaram o Twitter no Brasil



Terremoto no Haiti
Rio vence disputa pelas Olimíadas 2016
Briga da Record com a Globo
Felipe Massa sofre acidente
Movimento "Fora Sarney"
Gugu sai do SBT e vai para a Record
Michael Jackson morre aos 50 anos
Avião da Air France desaparecido
Gripe Suína vira epidemia
Susan Boyle no Britain’s Got Talent


Jacks Dias Deputado Estadual


Com informações do  Fabio Silveira
CANDIDATURA MANTIDA

O vereador Jacks Dias (PT) disse ontem que a denuncia feita contra ele não afeta a sua intenção de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa.


O petista,  disse desejar uma “apuração rápida dos fatos”. Para não atrapalhar a sua candidatura.


Bookmark and Share

A esperança e o preconceito: as três batalhas de 2010



Arlete Sampaio


A campanha de 2010 não é apenas uma, mas pelo menos três grandes batalhas combinadas. Uma disputa política, dos que apóiam as conquistas do governo Lula contra aqueles que sempre as atacaram e agora se esquivam de dizer o que pensam e o que representam. Uma disputa econômica, dos que defendem o protagonismo brasileiro e sabem da importância central do estado na sustentação do crescimento, contra os que querem eletrocutar nossas chances de desenvolvimento com a proposta de "choque de gestão" e de esvaziamento do papel do estado. Finalmente, uma disputa ideológica entre, de um lado, a esperança de um país mais justo, igualitário e sem medo de ser feliz, contra, do outro lado, a indústria da disseminação de preconceitos.

Na disputa política, a popularidade do presidente Lula criou uma barreira que a oposição prefere contornar do que confrontar. Serra não quer aparecer como aquilo que ele realmente é: o anti-Lula. O mesmo anti-Lula que ele próprio foi em 2002 e que Alckmin fez as vezes, em 2006. Daí a tentativa de posar como "pós-Lula". 
A oposição irá para a campanha na vergonhosa condição de fingir que não é oposição, que concorda com o que sempre atacou, que quer melhorar o que tentou, a todo o custo, destruir. Os eternos adeptos da ideia de que o Brasil não pode, não dá conta e não consegue, agora, empunham o discurso de que o Brasil pode mais.

Diante do fato de que alguém precisa assumir o impopular ataque ao governo e ao presidente, para alvejar a candidatura governista, surg iram duas frentes. 
A mais aberta e declarada é realizada pela imprensa mais tradicional, a que tem relações orgânicas com o grande empresariado brasileiro e com uma elite política que a ela é comercialmente afiliada(e a presidenta da ANJ declarou que a oposição está fragilizada e cabe aos meios de comunicação de massa fazer o papel)

Na ânsia de conseguir, contra Dilma, o que não conseguiu em 2006 contra Lula, esta imprensa tomou para si a tarefa de tentar derrotar ambos. Para tanto, tem enveredado em um padrão autoritário que significa um retrocesso claro até se comparado a seu comportamento na época da ditadura. Naquela época, a ditadura era a justificativa de suas manchetes. Hoje, não. 
Se não fosse pela democracia e pela mídia regional e alternativa (por isso que eu disse lá em cima: a internet é libertadora!!), a situação seria igual à vivida quando era mais fácil ter notícias fidedignas a partir da imprensa internacional do que pela grande imprensa brasileira.

Um exemplo: o tratamento dado à participação do presidente Lula na cúpula nuclear em Washington. Dois dos mais tradicionais jornais brasileiros (Estadão e Folha) deram manchetes idênticas ("Obama ignora Lula..."), numa prova n ão de telepatia, mas de antipatia. Um editorial ("O Globo", 14/4) chegou a dizer que "Lula isola Brasil na questão nuclear". Se contássemos apenas com esses jornais, teríamos que apelar à Reuters, ao Wall Street Journal, ao Financial Times ou à Foreign Policy 
para sabermos que a China mudou de posição por influência do Brasil e declarou oficialmente sua opção pelo diálogo com Teerã(É mesmo!!! Alguém ouviu ou leu isso na 
NOSSA MÍDIA VAGABUNDA?! Pois é.)
Seria demais pedir que se reproduzisse, por exemplo, o destaque dado à cúpula dos BRICs, que no jornal Financial Times e na revista Economistforam bem maiores do que o conferido à cúpula de Washington. Até hoje, porém, o fato de nosso país estar galgando a posição de polo dinâmico da economia mundial, de modo acelerado, 
é visto com desdém pelos que não acreditam que o Brasil pode mais.

A questão nuclear teve a preferência po rque cai como uma luva à tentativa de trazer para 2010 a questão do terrorismo, além de demonstrar a relação que existe entre as campanhas anti-Dilma, declaradas e mascaradas. A questão do terrorismo é um curioso espantalho invocado pelos próprios corvos (
para usar uma imagem apropriada ao lacerdismo que continua vivo na direita brasileira e em parte de sua imprensa)(Lacerdismo vem de Carlos Lacerda, um verborrágico jornalista que desestabilizou o governo Getúlio Vargas, levando-o ao suicidio, e depois ajudou a inflamar o Golpe de 64. Lacerda era um prócer da UDN, que depois virou ARENA, que depois virou PDS, que depois virou CENTRÃO, que depois virou PFL e que hoje é o DEM). A diferença sobejamente conhecida e reconhecida entre guerrilha e terrorismo e o fato de que os grupos armados brasileiros sempre se posicionaram contra o terrorismo como forma de luta pol ítica são esquecidos. Durante a ditadura, os grupos armados eram acusados de terroristas pela mesma linha dura que arquitetava explodir um gasoduto no Rio e bombas no Riocentro para inventar terroristas que, de fato, não existiam. A parte da imprensa que, por conta própria, reedita o autoritarismo faz jus ao título de "jornalismo linha dura".

No campo da política econômica, a batalha será igualmente ferrenha e desigual, apesar dos feitos extraordinários de Lula. Seu governo é de fato o primeiro na história do País 
a conseguir combinar crescimento econômico, estabilidade (política e econômica) e redução das desigualdades. Segundo estudos, o Brasil conseguiu avançar em termos sociais em ritmo mais acelerado do que o alcançado pelo estado de bem-estar social europeu em seus anos dourados. Mesmo isso não tem sido suficiente para abalar a aposta de al guns setores da elite econômica de que a principal tarefa a ser cumprida é a de tornar o Brasil o país com o estado mais acanhado dentre os BRICs (pra quem não sabe, BRIC´s é a sigla de Brasil, Rússia, Índia e China).São os que querem o Brasil mirando o Chile, e não a China, em termos econômicos. Para alguns, que sempre trataram o Brasil como um custo em sua planilha, não importa o tamanho do país, e sim o tamanho de suas empresas.

O que se vê até o momento não é nada diante do que ainda está por vir, dado o espírito de "é agora ou nunca" da direita em sua crise de abstinência. Os ataques declarados são amenos 
diante da guerra suja que tem sido travada via internet, por mercenários apócrifos que disseminam mensagens preconceituosas.

Dilma é "acusada" de não ter marido, de não ter mestrado, de não ter sido parlamentar. As piores acusações não são sobre o que ela fez, mas sobre o que ela não fez. 
As mais sórdidas são comprovadas mentiras, como a de ter sido terrorista.

Simone de Beauvoir disse que "a ideologia da direita é o medo". O medo foi o grande adversário de todas as campanhas de Lula, e ele foi vencido em duas, dentre cinco. Desta vez, o fato de Lula ser governo desfaz grande parte das ameaças que antes insuflavam o temor entre os setores populares. O grande adversário dessa campanha não é mais o medo; tampouco é Serra, candidato de poucas alianças, sem programa e que esconde seu oposicionismo no armário. 
O grande adversário são os que estão por trás do tucanato e o utilizam como recurso político de uma guerra elitista, preconceituosa, autoritária e desigual.

A oposição cometeu o ato falho de declarar que "o país não tem dono", 
mostrando que ainda raciocina como na época em que vendeu grande parte do patrimônio público e tratou o Brasil como terra de ninguém. Mas, por sorte, o país tem dono, sim. É o povo brasileiro. E, mais uma vez, é apenas com ele que contaremos quando outubro vier.

Arlete Sampaio é médica, foi vice-governadora do DF (1995-1998), deputada distrital (2003-2006) e secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Social, na gestão de Patrus Ananias (2007-2009).

A Rede Globo mentiu ?



Em nota enviada ao Portal Terra, a Central Globo de Comunicação informa que "o texto do filme em comemoração aos 45 anos da Rede Globo foi criado - comprovadamente - em novembro do ano passado, quando não existiam nem candidaturas muito menos slogans." Por esse motivo, diz a emissora, decidiu tirá-lo do ar para que ela não seja "acusada de ser tendenciosa".
Mas a Rede Globo poderia ter evitado o desastre.
10 de abril, manchete do Portal do Estadão:
  • "Em Brasília, Serra diz que vai trabalhar pela união do País, e não para dividi-lo"
  • BRASÍLIA - Lançado pré-candidato à Presidência da República pelo encontro do PSDB-DEM-PPS, realizado neste sábado, 10, em Brasília, o ex-governador José Serra apresentou-se como o "pós-Lula" que se propõe a trabalhar pela união do Brasil; não para dividi-lo. Por nove vezes, Serra insistiu que o Brasil "pode mais", dando assim o mote de sua campanha. "Não queremos pobres contra ricos, sul contra norte, somos todos uma Nação só", disse Serra.
A emissora dos Marinhos poderia, estupefata, ter interrompido o vídeo, ter pensando num plano B, reeditado tudo, já que o processo de produção estava em curso. Para não ser acusada de ser tucana ou fazer propaganda pró-Serra, já que o agora candidato havia dado o mote de sua campanha, a Rede Globo teve condições de reverter o processo. Mas não, continuou a produção de forma descarada, como se comprova abaixo:
  1. 19h07
    DIRETO DO PROJAC

    DIRETO DO PROJAC: Reynaldo Gianecchini grava vídeo dos 45 anos

    Galã se concentra e grava vídeo sobre os 45 anos da Rede Globo
  2. 18h48
    DIRETO DO PROJAC

    DIRETO DO PROJAC: Fernanda Montenegro grava mensagem

    Atriz diz que, quando estreou na Globo, estava grávida de Fernanda Torres
  3. 18h23
    DIRETO DO PROJAC

    DIRETO DO PROJAC: Regina Casé se diverte gravando mensagem

    Atriz participa de registro pelos 45 anos da Rede Globo
  4. 14h45
    DIRETO DO PROJAC

    DIRETO DO PROJAC: Nélson Araújo chega para gravar campanha

    Apresentador do Globo Rural lembra seus 30 anos de emissora
  5. 14h36
    DIRETO DO PROJAC

    DIRETO DO PROJAC: Mariana Ximenes na campanha Globo 45 anos

    Nesta quarta, a atriz participa das gravações na Central Globo de Produção
O estrago está feito. A Rede Globo passou o recibo antes de começar a campanha.

O Caso do Jingle da Globo Pró Serra: Desdobramentos

Bem antes do Deputado André Vargas ou do Marcelo Branco acionarem Politicamente a recém Criada Rede Virtual do PT. O que pode ter ocorrido para a globo tirar do ar o "inofensivo" Filme comemorativo da emissora ?


Agora os direitistas da Veja, da folha e demais membros da blogosfera conservadora  estão dizendo que a toda poderosa foi Patrulhada pelo PT. Desde quando lutar pela transparência e legalidade   significa Patrulhar ?  AFFF. Eu passo Mal quando leio colunas e blogs destes "tipinhos".


Para descontração
Leia o texto abaixo  


Os bastidores do quase-golpe
por Marco Aurélio Mello, em seu blog


Da série ficção, a preferida dos internautas.


Começou com um telefonema de um ator consagrado para o diretor do núcleo.


Ele estava irado com a peça promocional que foi ao ar na noite de Domingo.


Era um institucional de trinta segundos em que ele dizia apenas duas palavras.


Mas a montagem induzia o telespectador a acreditar que se tratava, não de uma campanha de aniversário da maior emissora de televisão do país, mas um mosaico grosseiro cujo slogan “a gente faz sempre mais” é uma clara alusão ao do candidato José Serra.


E para corroborar com a leviandade, ainda vinha o número quarenta e cinco assinado na peça, ao lado do logotipo.


Ao todo, foram quarenta celebridades entre as turmas das produções, humor, shows, esporte e jornalismo.


Achei até curioso a manifestação ter partido de um ator e não de um de nós.


Afinal, vendemos a eles apenas nossa força de trabalho, não nossas consciências.


Será?


Nem sei mais…


O ator foi duro e franco com o executivo da empresa.


Se alguma providência não fosse tomada, ele ia aos jornais dizer que foi vítima de manipulação.


Era tudo o que a emissora não queria ouvir nessa altura do campeonato.


Ainda que seu candidato pudesse ser o mesmo que o da emissora, ele jamais se sujeitaria a trabalhar naquelas condições.


E antes de desligar, avisou: Eu não estou sozinho.


O diretor pediu paciência, disse que ia encontrar uma saída.


Pensou em quem confiar num momento desses de conflito: talvez um executivo que tivesse bom transito com o jornalismo.


Afinal, foi coisa dos herdeiros da Corte do Cosme Velho, incentivados pelo Guardião da Doutrina da Fé, pensou.


Assim que amanheceu propôs o encontro ao executivo que considerou ser hábil o bastante para apagar o fogo.


Nisso a internet já fervilhava.


Pressões vinham de todos os lados, a opinião pública, os patrocinadores, os políticos, os amigos.


É preciso convencer a direção de que foi um tiro no pé.


Mas como fazer isso?


Juntando argumentos.


E lá foram os dois tentar convencer os acionistas de que aquilo fora um erro.


Os artistas respeitam os interesses comerciais e políticos da emissora, mas consideram que não cabe a eles exercer esse papel institucionalmente.


O artista é o vendedor de sonhos e ilusões para todos, não só para um determinado grupo político.


Afora os artistas, tem os jornalistas que emprestam sua credibilidade à emissora.


Ações assim podem arranhar para sempre esse vínculo com o telespectador.


E assim foram as tratativas durante toda a tarde.


Ok, mas qual seria a solução?


Pensaram em várias.


Ao final do encontro triunfou aquela que diz assim: “O texto do filme em comemoração aos 45 anos da Rede Globo foi criado – comprovadamente – em novembro do ano passado, quando não existiam nem candidaturas muito menos slogans. Qualquer profissional de comunicação sabe que uma campanha como esta demanda tempo para ser elaborada. Mas a Rede Globo não pretende dar pretexto para ser acusada de ser tendenciosa e está suspendendo a veiculação do filme.”


Esta noite não vai ser boa, nem para o Guardião, nem para a Central de Comunicação, e muito menos para o patrão. Nós aqui fora sabemos de tudo! O Povo não é bobo. Fiquem espertos.


PS do Azenha: Com a experiência que tenho em televisão, sei como essas coisas funcionam. O conjunto da obra só fica claro para quem gravou alguns segundos de uma peça ficcional quando ela é apresentada ao público. Duvido que tenha sido a internet a responsável pela decisão da emissora. Atribuo isso, acima de tudo, à reação interna e ao medo de que houvesse protestos públicos de quem se sentiu ludibriado!

Postagens populares

Pesquisar neste blog