domingo, 13 de junho de 2010

Jornal Nacional, da Rede PIG, massacra Dilma e promove Serra


Não costumo assistir TV. Gostaria de ter mais tempo para isso. Mas ontem à noite, sábado (12), dei uma zapeada pelos telejornais. Cai no Jornal Nacional, da Rede Globo. Ou melhor, da Rede PIG (Partido da Imprensa Golpista).
Primeiramente, a emissora mostrou as convenções nacionais do PDT e do PMDB que aprovaram ontem apoio à candidatura da petista Dilma Rousseff. Para isso utilizou-se de uma nota coberta com duração de míseros 41 segundos.
No meu entendimento, a convenção peemedebista foi um acontecimento importante porque pela primeira vez a legenda vai unida numa eleição presidencial. (O problema talvez esteja no lado que o partido resolveu escolher).

O mesmo Jornal Nacional de ontem também mostrou a convenção nacional do PSDB, em Salvador, na Bahia, que escolheu o ex-governador de São Paulo José Serra como candidato.
A diferença na cobertura da Globo pró-tucano ficou muito óbvia. Foram 4 minutos e 51 segundos de reportagem destinada ao PSDB. Até parecia um programa eleitoral gratuito com direito a mostrar as propostas de Serra.
A emissora provou na noite de ontem aos incrédulos que é uma ativa integrante do PIG. Só não vê quem não quer.
Para quem duvida do que estou falando – o que muitos já falaram antes – basta comparar os tempos dedicados aos dois partidos do campo de aliança de Dilma com o de Serra.
O tucano teve direito a 291 segundos de reportagens (contra 41 dedicados à petista. Diferença mais de sete vezes superior em vantagem a Serra.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog