segunda-feira, 22 de março de 2010

Entrevista com a Tessalia do BBB



Em apenas três semanas, Tessália Serighelli, 22 anos, incendiou a décima edição do Big Brother Brasil - envolveu-se com homem comprometido, protagonizou cenas quentes debaixo do edredom, foi apontada como a maior manipuladora dentro do programa e ficou em primeiro lugar nos trending topics do Twitter (lista dos assuntos mais comentados do momento no Brasil e no mundo). Em entrevista a CONTIGO!, a curitibana abre o jogo. ''Por 1,5 milhão de reais vale tudo'', declara a menina, descoberta por Boninho na internet.

Quem é a verdadeira Tessália?
Eu sou mãe, tenho uma filha (Valentina) de 4 anos e trabalhava como publicitária. Já fui modelo, fotógrafa, atendente de telemarketing, tudo (risos)... A Tessália fora da casa não quer matar ninguém. Sou romântica, gosto de namorar. Aquilo era um jogo e apostei numa tática que não funcionou. Espero que possa reverter essa imagem de má.

Você saiu da casa com 78% de votos. Como encarou tamanha rejeição?
Achei engraçado. Eu sou oito ou 80. Tenho personalidade e opinião fortes. Ou gostam de mim ou me odeiam. Eu não fui manipuladora, fui extremamente sincera e isso desagrada. Mas não fiquei chateada com o julgamento que fizeram. Ia achar ruim se saísse do BBB e ninguém falasse de mim. Deixei minha marca.

Vários vídeos mostravam conversas suas com o Michel combinando brigas para chamar atenção. Essa era a sua tática?
Foi sarcasmo. Tem muita gente na casa que fica inventando histórias para aparecer nas edições do programa. Então a gente zoava: o que podemos fazer? Por 1,5 milhão de reais tudo é valido.

Você se envolveu com o Michel para conquistar o público e ter um aliado?
De maneira alguma. Se fosse manipuladora, eu e Michel votaríamos nas mesmas pessoas. Sou do tipo que gosta de ter intimidade, porém nada forçado. Como tática, ficar com alguém na primeira semana é burrice, mas o que vou dizer ao meu coração? Vivi aquilo com Michel e, mesmo perdendo o jogo, ganhei um homem especial.

E as cenas tórridas debaixo do edredom. Rolou sexo?
Eu acho engraçado o público ficar imaginando e fazendo teses do que aconteceu ali debaixo. Ficamos conversando, nos beijando, sussurrando juras de amor, coisa que não quero falar na frente do Brasil. Não rolou sexo. Isso não é da minha personalidade e não tenho essa necessidade. Eu falaria se tivesse rolado, seria hipocrisia pensar que as pessoas não podem transar dentro da casa.

Além de ter sido taxada de vilã, você ainda se envolveu com homem comprometido...
Essa história me cansa. É um problema dos dois, entrei no meio sem saber de nada. Deixo essa confusão para o Michel resolver, o que ele decidir está ok. Karen (Pila) disse que o Michel é passado pra ela. Que bom, porque para mim ele é presente. Então deixe comigo e não atrapalhe, eu assumo daqui para frente (risos).

E se o Michel trocar você por outra mulher na casa, como fez com a Karen?
Se ele ficar com alguém, é morte, Michel que não se atreva (risos).

Tem medo de desaparecer depois dos 15 minutos de fama?
Quero usar isso da maneira certa a fim de ganhar mais e melhor. Fama vazia não adianta nada. Quando entrei no programa pensei em ter visibilidade para ter bons trabalhos. Quero voltar a modelar e quem sabe ser repórter de entretenimento. Eu também não descarto posar nua. Não tem isso de esperar o momento certo, a hora é agora.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog