sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Enio Verri assume presidência do PT/PR no sábado




Deputado assume o cargo com a tarefa de liderar as ações do partido no Paraná nas eleições de 2010

O deputado estadual maringaense Enio Verri será empossado presidente do Partido dos Trabalhadores do Paraná no próximo sábado (6), em Curitiba. Junto com a posse, o PT/PR realiza uma festa de comemoração do 30º aniversário de fundação do partido. O evento acontece às 17 horas, na Sede Campestre da Associação do Banestado, em Colombo (PR).
“Durante nosso mandato, a prioridade será trabalhar pela manutenção das condições políticas que estão proporcionando o desenvolvimento social e econômico do Brasil”, disse Verri.
O Processo de Eleições Diretas (PED) do Partido dos Trabalhadores foi realizado em novembro. Candidato pela chapa “O Partido que Muda o Brasil”, o deputado recebeu 75% dos votos.
Verri assume a presidência do diretório estadual com a missão de organizar e liderar as ações do PT/PR nas eleições de 2010. “O Paraná é o quinto colégio eleitoral do Brasil, por isso a importância de construirmos um palanque forte, que tenha como base os partidos que apóiam o governo Lula. Somente desta maneira conseguiremos fazer com que a ministra Dilma seja a mais votada no Estado”, afirmou.
O deputado comentou que o PT está aberto a debates com os partidos da base do governo, como o PDT e o PMDB, mas que a possibilidade de candidatura própria também está sendo considerada. “Fui eleito presidente do diretório estadual em cima da defesa de política de alianças. Por isso, estamos avaliando a opção de candidatura própria ou o apoio a uma candidatura que tenhamos identidade programática. As duas opções são importantes e estão sendo avaliadas”.
Entre os nomes petistas que podem ser candidatos ao governo do Paraná estão o ex-prefeito de Londrina Nedson Micheleti e a secretária de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Lygia Pupatto.
Além de organizar o partido para as eleições de outubro, Verri planeja implantar, ao longo do mandato, políticas que promovam o fortalecimento do partido no Estado.  “Devemos fundamentalmente fortalecer e resgatar a relação do Partido com os movimentos sociais. Um partido forte é construído com uma militância fortalecida, participante e respeitada”.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog