terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Votação do orçamento deixa clima tenso no Congresso







Os deputados se debruçam sobre o orçamento para o ano que vem. A intenção é concluir a votação na comissão de orçamento, ainda hoje, terça-feira (22/12).  A proposta orçamentária deve ser aprovada até 31 de dezembro, sob pena de comprometer investimentos no próximo ano.

O fato de 2010 ser um ano eleitoral, contaminou as discussões na Câmara e “têm deixado o clima tenso”, na opinião do deputado Federal André Vargas. Segundo ele, “ oposição não quer votar o orçamento e com isso prejudica todo um país” denuncia.

O Orçamento Geral da União atingirá a soma de R$ 1,86 trilhão em 2010. Descontado o pagamento com a dívida pública e o investimento das estatais, as despesas primárias a cargo dos orçamentos fiscal e da seguridade vão somar R$ 825,9 bilhões.
Esse é o valor prático da despesa, colocado à disposição dos órgãos públicos e dos estados e municípios, a título de transferência constitucional e legal. A despesa obrigatória soma R$ 691,4 bilhões, ou seja, 83,7% do gasto primário é de caráter obrigatório. A margem de manobra dos poderes – chamado de gasto discricionário – responde pelo restante, ou R$ 134,5 bilhões.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog