quinta-feira, 18 de junho de 2009

Já Que posso ser Jornalista, gostaria de ser Juiz sem Faculdade.




Agora qualquer “Mané” pode ser jornalista, não que não existam “manés” jornalistas com diploma. O que me preocupa não é nem o fato dos profissionais tendenciosos ou sensacionalistas da impressa marrom , eles já existem com diploma ou sem enchendo nossas televisões, radios e jornais de sangue. O que realmente me preocupa é o nocaute no “glamour” da profissão. Jornalista é a profissão que eu mais admiro desde que me entendo por gente. Cresci em meio aos jornalistas, aqueles com e sem faculdade, os de antigamente que não tinham faculdade e foram reconhecidos jornalistas depois de um longo tempo de trabalho, passaram por uma seleção rigorosa a vida. Em Londrina, como no Brasil todo são vários os que são jornalistas de vida. Como também existem servidores públicos, que são ótimos profissionais sem concurso publico. Mas agora com o acesso a educação, com as inúmeras faculdades, deixar o cidadão ocupar uma vaga permanente no poder publico sem concurso é um atentado direto a democracia. A mesma coisa acontece no caso das comunicações. Jornalista deve entender o “O quê” "Quem" "Onde" "Quando" "Por quê" "Como", por mais simples que isso pareça, não é fácil Respeitar a imparcialidade, ela é uma atividade complexa uma verdadeira ciência, quantos não são destruidos socialmente por conta de um profissional de midia despreparado. Já que posso ser Jornalista sem diploma, gostaria de pilotar aviões, dirigir, atirar, operar e julgar, sem as necessárias exigências.

Um comentário:

Rodrigo disse...

Concordo com vc, ano que vem penso em engressar em uma faculdade de jornalismo mas depois dessa, pessoas tem falado que é besteira mas vou até o fim.

Postagens populares

Pesquisar neste blog