quinta-feira, 23 de abril de 2009

Estudo revela discriminação racial profunda na União Europeia



Um inquérito promovido pela Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais mostra que a discriminação, a perseguição e as violências de carácter racista estão muito mais espalhadas do que as estatísticas oficiais indicam. Os ciganos e os imigrantes dos países da África subsariana são os que mais sentem na pele a discriminação. Em Portugal o acesso ao crédito bancário ou à compra/aluguel de habitação é o que motiva mais queixas, de ciganos, brasileiros e ucranianos. Leia mais

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog