segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Ex-ministro José Dirceu fala no Ideia Certa


Recentemente um dos Fundadores do PT, o José Dirceu concedeu uma entrevista aqui no Idéia Certa, a partir de hoje vou publicando, como a conversa foi longa tive que dividir em varias partes, a primeira publico hoje. Boa leitura:

Ex-militante do Movimento Estudantil, Zé Dirceu foi um dos principais nomes da luta da esquerda brasileira na época da Ditadura Militar. Fundou o PT e entre varias importantes ações foi o coordenador da campanha vitoriosa do Lula em 2002. José Dirceu colaborou pro expressivo crescimento do PT no Brasil e foi Ministro da casa Civil do Governo Lula.


André Guimarães: José Dirceu o Sr. é contra ou a favor da redução da maioridade penal ?


José Dirceu: Caro André, primeiro, agradeço pela oportunidade de aqui, no seu blog, tratar de assuntos pertinentes à juventude brasileira. Sobre a redução da maioridade penal, sou absolutamente contra. Endosso plenamente a opinião dos jovens inserida nas diretrizes da I Conferência Nacional da Juventude, realizada em abril deste ano, em Brasília. Medidas como essa (antecipação da maioridade penal), na contramão dos básicos direitos humanos, expressam anseios autoritários de alguns setores da nossa sociedade. A violência partida de menores é gerada por uma série de problemas que, enquanto país e nação, ainda não conseguimos resolver, mas para os quais, não podemos fechar os olhos. Mas não é com leis ou decretos que vamos solucionar o problema, é com ações. A discussão, então, não é reduzir a maioridade, mas pensar quais caminhos temos que percorrer para salvar os nossos adolescentes da criminalidade. Em meu blog e nas minhas palestras, sempre falo sobre a necessidade de mais investimentos em cultura, esportes e educação nas grandes cidades. A construção efetiva de perspectivas de um futuro melhor e do acesso à formação, e o combate à violência desmedida que vitima esses jovens - principalmente os da periferia - é que possibilitarão a redução dos índices de criminalidade. Nesse sentido, temos que destacar a criação de novos postos de trabalho, principalmente, voltados aos jovens do governo Lula. Também os avanços na Educação, principalmente, a partir de programas como o ProUni e Pró-Jovem, que abrem amplo leque de oportunidades de formação aos jovens, inclusive aos que jamais pensaram em terminar o ensino superior. Há um grande esforço do governo no sentido da profissionalização e também da inclusão digital, indispensável atualmente, que merece reconhecimento. Nos Esportes, veja que os programas Primeiro e Segundo Tempo atendem cerca de 1,1 milhão de crianças e jovens do contra-turno da escola e que estão em risco social.E esses são apenas alguns exemplos que cito e que demonstram a prioridade que os jovens possuem no governo Lula. Evidente que há muito a ser feito, estamos falando de um país com severa desigualdade social e problemas imensos, mas estamos caminhando nesse sentido. Essas são as medidas corretas que merecem atenção da sociedade. Não será a redução da maioridade penal que acabará com as taxas de criminalidade. Crianças e jovens brasileiros precisam desse apoio do Estado. Esse é o caminho.

Leia a segunda parte 

2 comentários:

Lorena disse...

Parabéns, André. Pela entrevista e pela coragem.

Beijos

Anônimo disse...

Oi André mais uma matéria muito boa.Parabéns!
Rapaz, vc deveria ter prguntado ao Zé Dirceu o que ele acha de incluir no curriculo escolar a doação de orgãos, sangue e medula, além de incluir maior enfasê no ensino sobre micro organismos e higiene básica.
Mas valeu! Parabéns.
Telma

Postagens populares

Pesquisar neste blog