quarta-feira, 12 de novembro de 2008

HIP-HOP pé vermelho



O que antes era conhecido pela maioria como som de diversão que alegrava os bailes nas periferias, é hoje um movimento organizado que tem até estilo de moda própria e luta por espaço na sociedade, presente em ONGs, projetos sociais, organizações políticas e na mídia em geral, o HIP-HOP se destaca como instrumento de inserção de um publico “marginalizado” que reivindicam os direitos básicos a cidadania.
Em Londrina este movimento toma proporções gigantescas tornando os ativistas deste segmento populares em todas as concentrações de jovens nas periferias, hoje já é impossível contar os números de grupos de expressão deste movimento que reúne as artes urbanas periféricas em prol de bandeiras sociais como combate a fome e campanhas contra as drogas entre outras. A maioria das letras utilizadas por estes artistas destaca o cotidiano da juventude dos bairros periféricos.
A explosão deste movimento em Londrina se deu a partir de 2001, quando o Prefeito Nedson do PT, através da Secretaria Municipal de Cultura implementou o Programa Rede da Cidadania.este Programa entre outros Projetos começou a desenvolver oficinas que rapidamente se tornaram núcleos de formação de grupos que representam a cultura HIP-HOP, ajudando a aperfeiçoar os grupos que já vinham a tempos na “correria” do RAP. Este movimento tende a se tornar referencia para a maioria dos jovens Londrinenses em um curto espaço de tempo, contribuindo para a afirmação do Hip hop, com instrumento de transformação social e identidade cultural da Juventude.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Pesquisar neste blog